Familiares e amigos lamentam morte de ‘Chico relojoeiro’, aos 75 anos

O velório de Chico será das 10h às 11h, na capela mortuária do Magalhães, devido às restrições sanitárias por conta da pandemia. Ele deixa esposa, três filhos e cinco netos.
Divulgação

Morreu na noite de terça-feira, 7, Francisco Vargas Guedes, aos 75 anos. Carinhosamente, ele era conhecido por amigos e familiares como o ‘Chico relojoeiro’.

Segundo o filho, Rafael Guedes, há alguns anos seu pai lutava contra um câncer e teve seu estado de saúde agravado pelas complicações do novo coronavírus. “Na minha infância e em todas fases de minha vida tive um super-herói para admirar e amar, ele me protegia, me acolhia e me ensinava. A figura deste super-herói foi referência na construção do meu caráter”, reconhece.

O velório de Chico será das 10h às 11h, na capela mortuária do Magalhães, devido às restrições sanitárias por conta da pandemia. Ele deixa esposa, três filhos e cinco netos.

“Lutava bravamente contra um monstro chamado câncer, que não conseguia derrota-lo e de maneira covarde convocou outro monstro chamado Covid que se aliou ao câncer e nesse ato de covardia, nem o mais poderoso dos super-heróis conseguiria resistir, então meu herói perdeu a batalha. Mas existe uma coisa que esses vilões nunca vão conseguir derrotar: são as memórias, as lembranças e seus ensinamentos que me tornaram o homem que sou hoje, serei eternamente grato e sempre vou admirar meu super herói meu pai. Obrigado meu pai por tudo que fizestes por nossa família, te amo, vá com Deus”, finaliza Rafael.