Conheça o principal lugar para avistar baleias por terra e seus filhotes

O destino de ecoturismo, formado pelas cidades de Laguna, Imbituba e Garopaba, recebe esses mamíferos durante o inverno, onde elas buscam as águas calmas e quentes daqui para parir e amamentar seus filhotes. Então, além da exclusividade de um turismo por terra, também é um berçário natural de baleias-franca. Elas permanecem de julho a outubro na região, nos cuidados exclusivos com os filhotes, onde é possível avistar momentos de interação entre eles também.
Foto: Rota da Baleia Franca/Divulgação

A baleia-franca é a única espécie de baleia ainda ameaçada de extinção que se reproduz na costa brasileira, de acordo com o Livro Vermelho Espécies da Fauna Ameaçada de Extinção (2018). Também, é a única que possui um comportamento costeiro peculiar, por permanecer longos períodos bem próximo da arrebentação das ondas, perto da areia da praia e costões, o que permite avistá-la por terra.Por esses motivos, a Rota da Baleia Franca é o principal lugar no Brasil em que é possível avistar baleias por terra.

O destino de ecoturismo, formado pelas cidades de Laguna, Imbituba e Garopaba, recebe esses mamíferos durante o inverno, onde elas buscam as águas calmas e quentes daqui para parir e amamentar seus filhotes. Então, além da exclusividade de um turismo por terra, também é um berçário natural de baleias-franca. Elas permanecem de julho a outubro na região, nos cuidados exclusivos com os filhotes, onde é possível avistar momentos de interação entre eles também.

De acordo com a bióloga e diretora do ProFranca- Instituto Australis, Karina Groch, o comportamento costeiro desta espécie mostra sua evolução e adaptação para viver em ambientes costeiros, sem encalhar, mesmo estando em áreas rasas. “Elas buscam regiões costeiras com águas mais calmas quando estão grávidas, para evitar predadores. Permanecem aqui de dois a três meses, antes de partirem para a Antártida”, explica.

O turismo de observação de baleias

O turismo de observação das baleias (TOB) é uma tendência que cresce a cada ano. Em 2009, mais de treze milhões de pessoas buscaram serviços para observação de baleias e golfinhos em 119 países, movimentando cerca de U$$ 2 bilhões segundo a Comissão Baleeira Internacional (CBI).

“O turismo de observação de baleias é uma importante ferramenta para conservação do ecossistema em que elas vivem e também para a própria espécie, pois contribui para a conscientização e sensibilização do público sobre a conservação deste mamífero, sendo também fonte de renda às comunidades costeiras”, destacou a bióloga e pesquisadora especialista em educação ambiental que integra a RBF, Milene Domingues.

Propósito da Rota da Baleia Franca

Tem como propósito desenvolver um turismo responsável e sustentável na região da APA da Baleia Franca, composta pelos municípios de Garopaba, Imbituba e Laguna, em Santa Catarina, por meio de uma rede de cooperação público privada, incluindo a geração de renda para as comunidades, com o objetivo de satisfazer os desejos dos turistas e alcançar a excelência nos segmentos de ecoturismo e observação de baleias.

5 benefícios do turismo de observação de baleias por terra

1- O comportamento costeiro das baleias-franca permite observá-las por um longo período, podendo ficar horas a contemplar este espetáculo.

2- O observador tem o privilégio de estar em contato com a natureza e com um condutor ambiental, observar e descobrir a fauna e flora local, fazer trilhas e contemplar paisagens únicas.

3- O observador está se movimentando, se exercitando, sendo então mais saudável.

4- Além de baleias, também é possível ver os botos, leões marinhos, lobos marinhos, pinguins, tartarugas, e muitos outros animais, que vem a costa para descansar.

5- A Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca é repleta de aves costeiras, com belezas únicas, possíveis de observar em diversas praias da região.

 Economia

O whalewatching, ou turismo de observação de baleias, vem crescendo em todo o planeta como consequência direta do fim das atividades de caça e do aumento gradual das populações de várias espécies, permitindo que um número crescente de pessoas possam ter contato com esses fascinantes animais. Esse turismo, que nasceu na costa oeste dos Estados Unidos ainda na década de 40, gera hoje, muito mais recursos do que jamais produziu a atividade baleeira.

De acordo com dados do portal Quero Ver Baleia, a observação de baleias vem crescendo no mundo inteiro, sendo realizada em mais de 100 países e gerando uma receita anual de quase 3 bilhões de dólares, de acordo com um estudo elaborado pelo Fisheries Center da Universidade da Columbia Britânica (Canadá).

Observá-las traz reconhecidamente uma série de benefícios, entre os quais: o desenvolvimento do turismo responsável ligado à conservação da espécie em seu ambiente natural, o fomento da informação e educação ambiental com comunidades e turistas, a coleta de dados científicos, a sensibilização para o desenvolvimento sustentável, a geração de renda e valores agregados para as comunidades locais e o incentivo dos setores hoteleiro e turístico.

Colaboração: Gisele Elis / Rota da Baleia Franca.