Vídeo: Muro de escola desaba sobre residências em Cabeçuda

A chuva registrada na estação mantida pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) em Ponta de Laranjeiras aponta que em oito horas choveu 160 milímetros, volume superior à média histórica de 80 milímetros, registrada em 1931.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Portal Agora Laguna (@agoralaguna)

Um muro de arrimo que cerca a escola estadual Saul Ulysséa, em Cabeçuda, desabou sobre três residências, na manhã desta quarta-feira, 9. Não houve feridos.

O diretor do colégio, Iliomar Bittencourt, confirma a informação. “A chuva tem feito bastante estrago aqui no bairro. Com a forte chuva, cedeu o muro de arrimo grande que temos na lateral. Já acionamos a Defesa Civil, a Coordenadoria Regional de Educação e há uma equipe da Secretaria de Estado da Educação vindo para cá. Estamos tomando as medidas dentro do que os cabe”, explica.

A chuva registrada na estação mantida pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) em Ponta de Laranjeiras aponta que em oito horas choveu 160 milímetros, volume superior à média histórica de 80 milímetros, registrada em 1931.