Previous
Next

Projeto quer resgatar memória de construtores e projetistas de edificações do século 20

Informações que o projeto necessita são biográficas e técnicas como: a origem, a formação e a obra desses profissionais. Tudo o que for descoberto será compilado no objetivo de valorizar e promover a contribuição de cada projetista e/ou construtor, permitindo integrar suas personalidades à história da cidade de Laguna.
Foto: André Luiz/Agora Laguna
Previous
Next

Entre seus muitos significados, arauto quer dizer mensageiro, o responsável por transmitir declarações e proclamações a um povo. Como analogia, um projeto de estudantes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) recorreu ao termo para descrever os projetistas e construtores que deixaram suas marcas e impressões no Centro Histórico de Laguna e se tornaram arautos de novos métodos construtivos.

A iniciativa Projetistas e construtores do Centro tombado de Laguna: os arautos da modernidade lagunense começou a ser desenvolvida em 2019, a partir das plantas que evoluíram para as construções ainda hoje preservadas no núcleo urbano desta cidade e que foram digitalizadas anos antes pelo projeto Memórias de Laguna. Os desenhos dessas edificações compõem o fundo documental da prefeitura resguardado na Casa Candemil, que sedia o arquivo histórico lagunense.

A ideia da pesquisa é conhecer os projetistas e construtores que foram os autores dos projetos aprovados para essa área central em um intervalo temporal de 50 anos entre 1920 e 1970. Para isso, os estudantes estão recorrendo ao auxílio da sociedade para obter mais informações sobre os construtores já identificados e aqueles que podem surgir ao longo do levantamento.

Entre os nomes já mapeados estão: Antônio Duarte, Jairo Duarte, Lourenço Zukoski, Antonio Faísca, Carlos Faísca, Waldemar Manoel Alves, Walter Pinho, Osmar Cook, Antonio Corazza, Hercílio Prates, Gentil Jovelino da Silva, Luís Stola, Ariovaldo Geraldino Costa, Almir Silveira, Aurélio Remor; os engenheiros civis Enéas Vasconcellos de Queiroz, Annibal Costa, Luiz Carlos Remor, Colombo Machado Salles, Haroldo Coelho Cintra, Jorge Yersin Lage, Jayme Antunes Teixeira, Ralf Reinhold Max Becker, Odilon Lopes de Oliveira e Magalvio Rodrigo; e o engenheiro-arquiteto Evald Juarez Losso. Deste seleto grupo, alguns já se tornaram temas de artigos e produções acadêmicas que resgatam suas respectivas trajetórias, caso de Zukoski e Remor.

As informações que o projeto necessita são biográficas e técnicas como: a origem, a formação e a obra desses profissionais. Tudo o que for descoberto será compilado no objetivo de valorizar e promover a contribuição de cada projetista e/ou construtor, permitindo integrar suas personalidades à história da cidade de Laguna.

Contato

A pesquisa é vinculada Laboratório de Arquitetura – Teorias, Memórias e Histórias (Artemis), com a coordenação da professora Danielle Rocha Benício e participação dos estudantes de Arquitetura e Urbanismo: Alexandre José Krause, Danilo Oliveira Adriano e Maria Eduarda Gaspar. Para colaborar com o projeto, pode ser utilizado o e-mail: construtores.laguna@gmail.com.

Previous
Next

Notícias relacionadas

Previous
Next