Lagunense concorre à vaga de desembargadora pela OAB

A última mulher a entrar no TJ por meio do processo de escolha do Quinto Constitucional foi Salete Somariva, há 18 anos. Na época, coincidentemente, teve Patrícia Uliano como sua advogada.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 6,620 visualizações,  8 views today

Patrícia Uliano Effting vive, na próxima segunda-feira, 21, um dos momentos mais marcantes de sua carreira como advogada. Com mais de duas décadas de atuação na área do Direito, a lagunense é uma das fortes candidatas à uma vaga do Quinto Constitucional, reservada à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Candidata mais votada entre as mulheres, com 42 votos, na primeira rodada de votação, em maio, ela concorre agora com outros 11 advogados. Nessa nova fase, seis nomes serão escolhidos e repassados ao Tribunal de Justiça (TJ) que vai selecionar a metade. A lista tripla vai ser levada ao conhecimento do governador Carlos Moisés (PSL), que fará a nomeação de um dos relacionados.

“Entrei com o objetivo de fazer história na primeira eleição direta da Ordem em Santa Catarina e já estou fazendo. Vou continuar trabalhando para honrar a advocacia e aqueles que ajudaram a colocar meu nome entre os primeiros na disputa”, afirma a lagunense. A última mulher a entrar no TJ por meio do processo de escolha do Quinto Constitucional foi Salete Somariva, há 18 anos. Na época, coincidentemente, teve Patrícia como sua advogada.

Patrícia Uliano é procuradora municipal de Tubarão, tendo obtido o primeiro lugar no concurso para a vaga. É professora e mestre em Direito Constitucional. Nas mais de duas décadas de atuação jurídica, escreveu a obra A finalidade do princípio da igualdade e já foi citada como integrante da “plêiade feminina de destaque nos círculos do Direito pátrio”, entre nomes como os das ministras Ellen Gracie e Carmem Lúcia, do STF, em fala do doutrinador Paulo Bonavides, um dos constitucionalistas mais respeitados do país.

“Dos meus 22 anos de dedicação à advocacia pública e privada, com experiências na Academia e na Ordem dos Advogados do Brasil, trago títulos que muito me orgulham. Mas nada me honra mais do que oferecer meu nome ao Quinto Constitucional da OAB/SC. Na sabatina da Ordem, me emocionei ao dizer que estava participando da história por fazer parte da primeira eleição direta da nossa OAB. Eu prezo muito a razão, mas o meu coração não deixa de me auxiliar”, escreveu, em um artigo no portal especializado JusCatarina, referência em assuntos jurídicos no estado.

Eleição direta

A escolha on-line inédita pela advocacia catarinense para a lista sêxtupla ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) pelo Quinto Constitucional da advocacia será realizada no dia 21 de junho.

Para participar da votação eletrônica, os advogados devem estar em dia com a anuidade com vencimento até o dia 2 de março deste ano, data da publicação do edital para a Lista Sêxtupla e estar com seus dados cadastrais em dia, em especial e-mail e número de telefone celular, para recebimento de informações sobre o processo eleitoral. Para fazer a consulta da sua posição financeira ou alteração de cadastro clique aqui.

Além disso, é importante ressaltar que os profissionais só poderão votar com o uso de sua certificação digital. Informações sobre a aquisição do token podem ser adquiridas neste link.