Imposto de Renda: Declarações entregues em Laguna superam expectativas da Receita Federal

Quem não fez a entrega até o prazo final, deve fazer a partir desta terça-feira, 1º. Porém, quem deixou para última hora e não enviou no tempo definido, fica sujeito ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido caso enviem a declaração antes de ser iniciada uma fiscalização pelo órgão.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 844 visualizações,  4 views today

Terminou às 23h59 de segunda-feira, 31, o prazo para que os contribuintes entregassem suas declarações do Imposto de Renda (IR) à Receita Federal. As estatísticas do órgão apontam que a quantidade de envios de dados de moradores de Laguna e Pescaria Brava superaram as expectativas.

Na cidade juliana, foram 7.867 declarações, sendo que a expectativa era de 7.390. Já na cidade mais nova da região, eram esperadas 869 declarações e foram enviadas 989. Em Santa Catarina, foram enviados 1.578.735 dados.

Ontem, o secretário especial da Receita Federal, auditor-fiscal José Tostes, declarou que a entrega dos dados em 2021 foi dentro da normalidade e sem intercorrências.

Atrasados

Quem não fez a entrega até o prazo final, deve fazer a partir desta terça-feira, 1º. Porém, quem deixou para última hora e não enviou no tempo definido, fica sujeito ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido caso enviem a declaração antes de ser iniciada uma fiscalização pelo órgão.

Se a fiscalização for iniciada, a multa gerada pelo lançamento de ofício, podendo chegar a até 150% do imposto devido. O órgão alerta que é importante que, mesmo passado o prazo, o contribuinte envie sua declaração através do programa disponível no site da Receita Federal (www.gov.br/receitafederal).

Primeiro lote de restituição

A Receita Federal também deu início ao pagamento das restituições do IR para cidadãos com prioridades previstas em lei e parte daqueles que enviaram suas declarações antes do prazo final.

Nesta terça, foi liberado o maior valor em lote de restituição da história, conforme o órgão. Seis bilhões de reais serão restituídos a cerca de 3,4 milhões de contribuintes. Outros quatro lotes serão liberados no último dia de cada mês, somando um total de R$ 23,6 bilhões.