Origem do projeto do Bicentenário de Anita Garibaldi ganha livro

A obra amplia o conhecimento literário acerca da lagunense e chega à disposição do público em três línguas: italiano, português e espanhol. O livro foi produzido pelo Instituto Cultural Anita Garibaldi e traz conteúdos que enriquecem o texto original, lançado em 2016, na Itália. Para publicar, a entidade de Laguna contou com auxílio da Assembleia Legislativa (Alesc) e Edital Elisabete Anderle.
Divulgação/CulturAnita
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,504 visualizações,  8 views today

Faltando menos de 110 dias para as comemorações mundiais do Bicentenário de Anita Garibaldi, um livro que conta a origem desse projeto e traz outros artigos sobre a heroína dos dois mundos, nascida em Laguna em 1821, será lançado na próxima quarta-feira, 19.

A obra amplia o conhecimento literário acerca da lagunense e chega à disposição do público em três línguas: italiano, português e espanhol. O livro foi produzido pelo Instituto Cultural Anita Garibaldi e traz conteúdos que enriquecem o texto original, lançado em 2016, na Itália. Para publicar, a entidade de Laguna contou com auxílio da Assembleia Legislativa (Alesc) e Lei Aldir Blanc, da prefeitura de Laguna.

“Além de uma árvore genealógica dos ascendentes e descendentes de Anita, o livro também contém uma cronologia histórica da heroína e os poemas de Garibaldi sobre ela, extraídos de suas memórias. O leitor vai poder conhecer os verdadeiros traços fisionômicos de Anita, lendo o artigo ‘Como era Anita’ que contém uma reconstituição digital baseada em relatos históricos”, detalha Adílcio Cadorin, diretor do CulturAnita. A obra original girava em torno da Rosa de Anita, híbrido floral criado por Giulio Pantoli (morto em 2018), apenas.

Entre os textos que compõem as 270 páginas, Andrea Antonioli (diretor do Museu Renzi) e Giampaolo Grilli discorrem sobre a construção do “mito” Anita, enquanto que a bisneta da heroína, Annita Garibaldi, faz um longo relato acerca da “primeira Anita”. Antonioli e Cadorin organizaram a obra, com contribuição textual de Grilli, Annita Garibaldi, Alessandro Ricci e Giovanni Tesei, e poesia de Maria Gabriella Conti. O livro é apresentado por Dario Franceschini (ministro dos Bens e Atividades Culturais da Itália), Andrea Belluzzi (secretário de Estado de San Marino), Júlio Garcia (ex-presidente da Alesc) e outras autoridades nacionais e internacionais.

Lançamento para convidados

O lançamento vai ocorrer em evento presencial, apenas para convidados e seguindo as normas sanitárias, informou o CulturAnita. A obra, porém, já se encontra em pré-venda no site do instituto (culturanita.org.br) e poderá ser adquirido na sede da entidade, na Rua Raulino Horn, 174, Centro Histórico.