Comércio de Laguna faz horário especial esta semana

A abertura acontece seguindo as medidas sanitária de prevenção ao novo coronavírus. Os clientes devem usar máscara e a ocupação total permitida é de 50%, conforme os decretos em vigor. Também deve ser orientado o uso de álcool 70% para limpeza das mãos é obrigatório para todos clientes ao entrar e sair do estabelecimento.
Foto: Jorge Anastasiadis/Colaboração para Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 2,600 visualizações,  4 views today

Os clientes de Laguna vão ter mais tempo para fazer suas compras nos dias 7 e 8 de maio, com o comércio da cidade abrindo as portas em horário estendido, em virtude do Dia das Mães. O anúncio foi feito pelo Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Laguna (SindiLojas).

Na sexta, 7, as lojas abrem às 8h30 e poderão ficar até 19h. No sábado, 8, o horário de início de expediente é o mesmo, mas o fechamento das lojas ocorre mais cedo, às 17h.

A abertura acontece seguindo as medidas sanitárias de prevenção ao novo coronavírus. Os clientes devem usar máscara e a ocupação total permitida é de 50%, conforme os decretos em vigor. Também deve ser orientado o uso de álcool 70% para limpeza das mãos é obrigatório para todos clientes ao entrar e sair do estabelecimento.

Crescimento

Uma pesquisa da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL-SC), divulgada recentemente, mostrou que 53% dos entrevistados acreditam que as vendas para o Dia das Mães deste ano serão superiores às registradas no mesmo período do ano passado. Outros 36% avaliam que o resultado deve ser igual.

“O dia das mães é uma das principais datas do comércio, atrás apenas do Natal. O otimismo identificado no varejo catarinense é um importante sinal de uma retomada do horizonte pós-pandemia. Lembrando sempre que todos os cuidados sanitários continuam sendo rigorosamente cumpridos nas lojas, para segurança dos funcionários e dos clientes”, diz Ivan Roberto Tauffer, presidente do órgão.

De acordo com a federação, entre os itens que deverão ser mais procurados para a data, estão: roupas e calçados (mencionados por 36,1% dos entrevistados), flores (19,1%), eletroeletrônicos (11,2%) e chocolates (10,4%). Em torno de 65,2% dos empresários programa promoções para a data e 31,6% estimam um tíquete médio entre R$ 51 e R$ 100.