Assista: Lagunenses registram superlua no céu da cidade

Alguns lagunenses, com um pouco de sorte, conseguiram registrá-la em seu nascer. A aparência maior é um fenômeno que ocorre quando o satélite natural se aproxima do planeta, o que na astronomia é chamado de perigeu. Essa é a segunda e a maior superlua do ano. A primeira foi em 26 de abril.

Não há como não se impressionar com o tamanho da lua nesta quarta-feira, 26. Desde hoje pela manhã, é possível observar aquela que é a fase inicial de um eclipse lunar total e, associado à isso, há o efeito que faz com que o nosso satélite natural vire uma superlua.

Alguns lagunenses, com um pouco de sorte, conseguiram registrá-la em seu nascer. A aparência maior é um fenômeno que ocorre quando o satélite natural se aproxima do planeta, o que na astronomia é chamado de perigeu. Essa é a segunda e a maior superlua do ano. A primeira foi em 26 de abril.

E sempre que há um eclipse lunar total, por conta do alinhamento galáctico fazer com que a Terra fique entre o Sol e a Lua, esta fica com uma coloração em tons alaranjados e terrosos. A chamada Lua de sangue é provocada pelo fato de a sombra do planeta bloquear parte da luz do Sol, ao invés de sua totalidade, causando redução no brilho lunar.

Veja os registros – envie o seu pelo Instagram marcando @agoralaguna