Prevenção em dicas: O que fazer diante de um surto psicótico?

A Polícia Militar no atendimento da ocorrência segue alguns protocolos, que são: ISOLAMENTO do local do fato, CONTENÇÃO de curiosos. Segundo, o processo de APROXIMAÇÃO do sujeito que quer ou tem intenção de cometer algum ato contra sua vida ou de terceiros. Por fim, inicia-se a NEGOCIAÇÃO, que segue mais alguns passos técnicos.
Ilustração: Evilym Lima/Editoria de Arte
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,716 visualizações,  4 views today

Em Laguna (SC), no último final de semana, dia 11, tivemos um fato que chamou a atenção da população da região. Um policial militar, aposentado, em SURTO PSICÓTICO, hospedado em um hotel da cidade, atentava contra sua vida na sacada do estabelecimento.

Muitas pessoas foram observar o ato, inclusive com cadeiras de praia, bebidas, etc. O fato mais estranho e desumano foi a aclamação de algumas pessoas: “Pula! Salta de uma vez! Você não tem coragem para isso!”

A Polícia Militar no atendimento da ocorrência segue alguns protocolos, que são: ISOLAMENTO do local do fato, CONTENÇÃO de curiosos. Segundo, o processo de APROXIMAÇÃO do sujeito que quer ou tem intenção de cometer algum ato contra sua vida ou de terceiros. Por fim, inicia-se a NEGOCIAÇÃO, que segue mais alguns passos técnicos.

Mas em plena pandemia temos ouvido muitos casos de surtos, e muitas vezes a população não sabe o que fazer diante deste cenário.

Surto Psicótico caracteriza-se pelo aparecimento repentino de sintomas como alterações de comportamento, alucinações ou delírios, que duram um curto período de tempo (menos de um mês). A pessoa em surto psicótico pode tornar-se agressiva, agitada, isolada ou com comportamento bizarro, e pode colocar a vida dela e de outros em risco (ABCMED, 2019).

A seguir vamos expor algumas DICAS que podem ajudar diante dessa situação:

AMBIENTE DOMÉSTICO:

  • Se ocorrer com um parente próximo, procure chamar o serviço policial militar, via 190, e o de bombeiros, via 193, com o máximo de urgência!
  • Retire crianças e idosos do local;
  • Retire o máximo de objetos ou utensílios perfuro-cortantes próximos ao agente;
  • Mantenha a calma e não enfrente a pessoa antes da chegada do serviço policial ou bombeiro militar.
  • Não filme a cena, muito menos faça live da situação!
  • Vigie a pessoa de uma distância segura, para informar fuga ou autoagressão às autoridades;

AMBIENTE PÚBLICO (hotel, via pública, repartição pública, praça, etc.):

  • Chame imediatamente a PM, via 190, e o Corpo de Bombeiros, via 193;
  • Repasse as informações: onde, quem, quais características, quantidade de pessoas envolvidas;
  • Não filme nem faça de uma situação crítica um espetáculo para o mundo;
  • Não instigue a pessoa a cometer algo contra sua vida, nem estimule outras pessoas a fazerem isso. Saiba que instigar, induzir e auxiliar alguém a cometer SUICÍDIO é crime previsto no Artigo 122, do Código Penal Brasileiro (Pena: reclusão, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos – podendo ser majorada, caso o resultado seja contra menores de idade).

Não menospreze um surto psicótico, pois além dos problemas para a pessoa que está na situação, pode afetar as pessoas que estão próximas – família, amigos, etc.

VALORIZE sempre a vida! CUIDE dos seus! AME as pessoas! SEJA mais humano! Grande abraço – Evandro Farias.

FONTE BIBLIOGRÁFICA

  • ABCMED, 2019. Surto psicótico – como é e o que deve ser feito?. Disponível em: <https://www.abc.med.br/p/psicologia-e-psiquiatria/1340268/surto-psicotico-como-e-e-o-que-deve-ser-feito.htm>. Acesso em: 12 abr. 2021.
  • Código de Processo Penal. decreto lei nº 3.689, de 03 de outubro de 1941. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL/Decreto-Lei/Del3689.htm. Acesso em: 12 abr 2021.

Os artigos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Agora Laguna.

Previous
Next

Útimas Notícias

Previous
Next

Relacionados