Do sonho de pilotar avião à prefeitura: a trajetória de Samir Ahmad, prefeito de Laguna

O Portal Agora Laguna resgata a trajetória do político neste domingo, 11, quando é comemorado o Dia do Prefeito.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 3,692 visualizações,  4 views today

Encerrar um negócio pode ser muito difícil para quem é empresário. Porém, isso também pode significar um recomeço ou uma nova oportunidade de crescer comercialmente. Foi o que aconteceu em 1993 com o jovem Samir Azmi Ibrahim Muhammad Ahmad. Aos 27 anos, ele recebeu a tarefa de liquidar o estoque da loja da família em Laguna, mas acabou vendo que aqui havia potencial e ficou na cidade. O Portal Agora Laguna resgata a trajetória do político neste domingo, 11, quando é comemorado o Dia do Prefeito (veja adiante sobre a data).

Filho de Azmi e Solange Ahmad, Samir tem descendência palestina e nasceu em abril de 1966, na cidade de Lauro Muller, município da região carbonífera. Quando pequeno desejava ser piloto de avião, mas como a família já era ligada ao comércio em sua terra natal, não demorou muito para que ele entrasse no ramo.

Com dezoito anos já havia agrupado os lojistas lauromullenses e fundado lá uma Câmara de Dirigente Lojistas (CDL) para representar publicamente a classe, mesma ideia que traria para Laguna em 2003. A terra de Anita Garibaldi era onde, casualmente, vinha passar férias.

Aqui o cunhado possuía uma loja e decidiu passar o empreendimento adiante. Iria vender o estabelecimento para uma grande rede comercial e precisava fazer um saldão para esgotar o estoque. Ahmad foi chamado para que comandasse essa ação de fechamento.
“Vim a bordo de um Fiat Uno Mille 1990 pra vender o saldo e fechar a loja. Minha mulher, Rhitam, e eu chegamos em Laguna em março de 1993, aqui empreendemos e criamos nossos três filhos. Sempre me dedico com muita paixão em tudo que faço, e logo o Kilojão se tornou uma loja reconhecida em toda a região”, diz o novo prefeito.

Além do Kilojão, os negócios evoluíram para a loja A Barateira, mais tarde convertida na São Paulo Magazine. O ramo empresarial também foi diversificado para abranger a Hexi Print Comunicação Visual, lojas Paradão do Magalhães e Feirão do Dez. O empresário também possui um haras em Barbacena, que tem atuação consolidada em eventos desse setor no país. Samir também já organizou um evento de rodeio na cidade na primeira década dos anos 2000.

Com forte atuação no ramo empresarial, ele foi um dos fundadores e presidentes da CDL (2013 a 2014), além de ter ficado à frente da Associação Empresarial de Laguna (Acil), entre 2011 e 2012. Também já fez parte do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) na cidade. Em 2018, voltou a ser vice-presidente da CDL, deixando a função no período eleitoral. Por meio da atuação nas entidades da classe empresarial, chegou a ser um dos membros da diretoria do hospital de Laguna, do Conselho de Desenvolvimento Municipal (CDM).

O convite para ingressar na política não é novo, mas só foi aceito em 2016, quando assumiu a condição de candidato a prefeito pelo então Partido Progressista (PP) na eleição daquele ano. O chamado para entrar para o PP veio de lideranças locais, com respaldo de nomes estaduais como o deputado estadual José Milton Scheffer e o senador e ex-governador Espiridião Amin. Scheffer homenageou o empresário com a comanda ‘Amigos do Legislativo’. Samir chegou a ser apontado como favorito, mas ficou em segundo lugar perdendo para o agora ex-prefeito Mauro Candemil, do MDB, tendo apenas 7.674 votos. A coligação na época, contou com o apoio do PSDB, PTC, SD, PRB e PROS.

A eleição de 2016 foi o motivo que o levou para o Partido Social Liberal (PSL) no final de 2019. Uma entrevista dada à uma emissora de televisão em Tubarão, onde falava sobre os rumos que planejava para cidade naquela eleição, chamou a atenção do governador Carlos Moisés, que remodelava o PSL na época.

Um ano antes, o governador tinha sido eleito e desejava repetir o feito nas eleições municipais aumentando a capilaridade social-liberal em Santa Catarina. Intermediado pelo empresário e ex-pré-candidato a prefeito de Tubarão, Luciano Menezes, o convite foi aceito no final daquele mesmo ano e a construção do partido em Laguna foi iniciada. O PSL existe desde 2018, mas precisava ser estruturado para poder participar do pleito.

Samir montou um grupo coeso para definir os rumos da legenda e conseguiu agregar nomes já conhecidos e novos na política local. O PSL começou 2020 com apenas um vereador e encerrou com quatro – um reeleito. À aliança em torno de seu nome, agregou o PSDB – que indicou o vice Rogério Medeiros, o PSD e o PRTB. A chapa foi a que mais apresentou candidatos a vereador no pleito, sendo que só o PSL teve composição total com 20 nomes indicados.

Em um cenário com seis candidatos, pandemia e muita divisão política, Samir conseguiu ampliar a margem de votos recebida quatro anos antes e se sagrou eleito com 8.147 votos, ficando à frente do candidato à reeleição Mauro Candemil por 671 votos.

Eleito e empossado há cem dias, Ahmad afirma que esse é o maior desafio de sua vida. “Sei do tamanho da minha responsabilidade, mas me sinto totalmente preparado para tal. Não sou melhor do que ninguém, mas sei montar uma equipe, busquei líderes com o conhecimento técnico necessário e paixão pelo que se dedicam”, afirma. Segundo ele, a palavra-chave para este novo governo é conciliar. “Confio no poder da conciliação para manter uma relação de harmonia e de corresponsabilidade com o Legislativo. A cidade espera muito de todos nós eleitos”, diz.

No radar da nova gestão, os focos são o desenvolvimento social e o econômico. “Precisam virar realidade em Laguna”, frisa. “Uma cidade com viés turístico certamente sentirá ainda mais os efeitos danosos tanto na área da saúde como na economia. Mas confio no time que conseguimos montar. Com criatividade, persistência e muito trabalho vamos atingir nossas metas”, destaca.

Samir Azmi Ibrahim Ahmad é o primeiro prefeito do PSL em Laguna e o nono eleito desde a redemocratização política iniciada há 40 anos. Ahmad é casado e pai de três filhos, nascidos em Laguna.

Dia do Prefeito

Onze de abril rememora a data que criou o primeiro cargo de prefeito da história, em São Paulo, no ano de 1895. Há uma outra data, 6 de outubro, mas a ideia é que, se aprovado um projeto no Congresso Nacional, as celebrações em volta do cargo mais alto da política municipal sejam fixadas em abril.

Cabe ao prefeito a responsabilidade básica de administrar o município e executar as leis que são aprovadas pela Câmara de Vereadores. O chefe do Executivo tem em mãos a atribuição de investir na cidade e formular as políticas públicas que atendam a população em áreas como assistência social, saúde, educação, segurança e infraestrutura.

Na definição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), estas são as missões do prefeito:

Desenvolver as funções sociais da cidade e garantir o bem-estar de seus habitantes;

• Organizar os serviços públicos de interesse local;

• Proteger o patrimônio histórico-cultural do município;

• Garantir o transporte público e a organização do trânsito;

• Atender à comunidade, ouvindo suas reivindicações e anseios;

• Pavimentar ruas, preservar e construir espaços públicos, como praças e parques;

• Promover o desenvolvimento urbano e o ordenamento territorial;

• Buscar convênios, benefícios e auxílios para o município que representa;

• Apresentar projetos de lei à Câmara Municipal, além de sancionar ou vetar projetos de lei;

• Intermediar politicamente com outras esferas do poder, sempre com o intuito de beneficiar a população local;

• Zelar pelo meio ambiente, pela limpeza da cidade e pelo saneamento básico;

• Implementar e manter, em boas condições de funcionamento, postos de saúde, escolas e creches municipais, além de assumir o transporte escolar das crianças;

• Arrecadar, administrar e aplicar os impostos municipais da melhor forma;

• Planejar, comandar, coordenar e controlar, entre outras atividades relacionadas ao cargo.