Vereadora do MDB deve assumir Secretaria de Governo

Deise Daiana Xavier Cardoso está em seu primeiro mandato como vereadora. Convite oficial deve ser feito ainda esta semana, assim que a emedebista voltar de Brasília, capital federal.
Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 6,792 visualizações,  8 views today

A advogada e vereadora do MDB, Deise Daiana Xavier Cardoso, deve ser confirmada nos próximos dias como a titular da Secretaria de Governo e Desenvolvimento (Segov). A criação do novo órgão da estrutura municipal foi aprovada na última quinta-feira, 25, pela Câmara de Vereadores, com tramitação recorde, sendo discutida em menos de uma semana.

A informação foi confirmada por fontes do Portal Agora Laguna ligadas à prefeitura, que indicam ainda que o convite oficial à emedebista será feito nesta semana. A vereadora cumpre agenda desde segunda-feira, 29, em Brasília, capital federal.

A aproximação de Deise e o governo municipal começou a ficar mais nítida recentemente. Há poucos dias, a parlamentar foi vista acompanhando o prefeito Samir Ahmad (PSL) em uma reunião com o deputado federal Hélio Costa (Republicanos), o que fez surgir a especulação de sua possível ascensão ao cargo. Entre os motivos que alçaram seu nome à nova secretaria, está a experiência à frente de órgãos importantes como a consultoria jurídica da extinta Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) e a Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama).

Antes de ser vereadora, foi titular da autarquia entre 2018 e 2020, e se tornou uma das principais articuladoras do governo do ex-prefeito Mauro Candemil (MDB), estando à frente de muitas ações relacionadas ao Plano de Manejo da APA da Baleia Franca, tratativas para a reversão da desidratação da agência da previdência social local, reduzida a um posto de atendimento sem perícia, e a operação Lacre Ambiental. Concorreu à Câmara pela segunda vez e está em seu primeiro mandato como vereadora.

“Tem grande possibilidade. Ela é bem articulada com toda a esfera política, inclusive em Brasília. Creio que ficaria em boas mãos”, diz Ahmad. Deise foi procurada pela reportagem quando estava à caminho da capital, confirmou que há especulação em torno de seu nome e disse que, oficialmente, não recebeu nenhum convite ainda. “Estou sempre disposta a ajudar nossa Laguna”, afirmou a vereadora.

Caso a licença da emedebista seja concretizada para assumir a titularidade da nova pasta, a tendência é que a vaga no Legislativo passe por a ser ocupada no formato de rodízio por dois suplentes do MDB: Vítor Elíbio de Oliveira, em primeiro mandato, e Rodrigo Luz de Moraes, que foi vereador entre 2013 e 2020.

Suplente na mira

Outro nome cotado é o do ex-vereador e ex-presidente do PSDB de Laguna, Vilson Elias Vieira. Político que esteve no Legislativo entre 2013 e 2016, deve ser indicado para atuar como um articulador, responsável por buscar contatos nas esferas estadual e federal que auxiliem no trabalho da Segov. Vieira foi um dos candidatos tucanos na eleição de 2020 e ficou na primeira suplência do partido, além de já ter passagens pelo PTB e PFL (atual Democratas).

Segundo o Portal Agora Laguna apurou, as definições de nomes ficarão com a futura secretária, que terá liberdade para escolher os ocupantes dos cargos da Segov.

Secretaria será ponte

A proposta de criação da Segov visa ser um elo entre prefeitura e vereadores, bem como as instituições políticas das esferas federal e estadual, e, também, assessorar as demais secretarias e o governo municipal na representação política. “A intenção desta secretaria é promover o destravamento de projetos, e buscar o desenvolvimento da cidade, gerando emprego e renda”, justifica o prefeito.

Ahmad ainda não assinou a lei que cria a nova pasta. Para conseguir fazer a montagem da secretaria, a prefeitura vai reduzir a estrutura do Planejamento Urbano, que deixa de ser responsável pelos setores de fomento ao desenvolvimento econômico, função que caberá ao novo órgão. Da Seplan, virão os departamentos Sócio-econômico e de Indústria e Comércio.

A nova pasta também absorve os cargos de secretário executivo de Gabinete, ouvidor geral, supervisor de Contratos e Convênios, que faziam parte do organismo da Secretaria de Fazenda, Administração e Serviços Públicos. Também serão extintos os cargos comissionados de:

  • um assessor especial de Gabinete para Assuntos de Gestão Governamental e Participativa e Inovação (do Gabinete do prefeito);
  • um gerente de Agricultura (Secretaria de Pesca e Agricultura);
  • um supervisor de Projeto e Desenvolvimento Rural (da Secretaria de Pesca e Agricultura);
  • um coordenador de Desenvolvimento de Obras Públicas (da Secretaria de Planejamento Urbano);
  • um coordenador de Material e Transporte Escolar (da Secretaria de Educação e Esportes);
  • um coordenador de Cadastro e Fiscalização Tributária (da Secretaria de Fazenda, Administração e Serviços Públicos);
  • um coordenador de Projetos e Convênios (da Secretaria de Educação e Esportes);
  • um coordenador dos Centros Esportivos (da Secretaria de Educação e Esportes);
  • um coordenador de Esporte Comunitário (da Secretaria de Educação e Esportes);
  • um diretor de Departamento de Tecnologia Educacional (da Secretaria de Educação e Esportes); e
  • um coordenador de Serviço Municipal de Água e Saneamento (da Secretaria de Obras e Transporte).

Além do cargo de secretário titular, vão ser criadas as funções comissionadas de assessor especial de gabinete para gerir assuntos de desenvolvimento econômico, um assessor de projetos e também um assistente de projetos.