Trato por Laguna ultrapassa 900 imóveis fiscalizados

Dados divulgados pelo programa, nesta sexta-feira, 26, indicam que dos 917 imóveis vistoriados, foi constatado que 62% apresentavam problemas relacionados à caixa de gordura, 19% ligações da rede pluvial direta no esgoto e 35% são ocorrências de fossa ligada à rede coletora de esgoto.
Divulgação/Comunicação Casan
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 2,909 visualizações,  12 views today

O programa Trato por Laguna, iniciativa de fiscalização e educação sobre as ligações de esgoto desenvolvida pela Casan, já entregou 145 certificados de regularidade para proprietários de imóveis dos bairros Mar Grosso e Navegantes. O documento atesta que as edificações têm instalação hidrossanitária correta.

Dados divulgados pelo programa, nesta sexta-feira, 26, indicam que dos 917 imóveis vistoriados, foi constatado que 62% apresentavam problemas relacionados à caixa de gordura, 19% ligações da rede pluvial direta no esgoto e 35% são ocorrências de fossa ligada à rede coletora de esgoto.

A ação de vistoria busca analisar todos os pontos que produzem esgoto em um imóvel, como banheiros, cozinhas e áreas de serviço. Técnicos avaliam pontos de coleta de águas pluviais de um imóvel, como ralos, calhas externas e embutidas e tubulações de drenagem do terreno e de piscinas, que não podem estar conectadas à rede pública de esgotamento sanitário, e sim na rede pluvial.

“O sistema de esgotamento sanitário só se transformará em benefício à saúde pública se os proprietários fizerem a adequada ligação de seus imóveis à rede de esgoto”, afirma Yhago Nivaldo Marques, chefe do Setor Operacional de Esgoto (Seope). O Trato por Laguna vai começar a atuar em breve na região do bairro Magalhães, segundo informou a assessoria.