Laguna e Pescaria Brava ratificam consórcio para compra de vacina

Laguna manifestou interesse por 30 mil doses e Pescaria Brava, 14 mil. Ao todo, são 260 cidades catarinenses que apresentaram pedido, intermediado pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam), para a compra das ampolas.  As tratativas para a vinda de 3,5 milhões de doses começaram há pouco mais de duas semanas.
Divulgação

Os vereadores de Laguna e Pescaria Brava aprovaram nesta semana os projetos de lei que autorizam os prefeitos dos dois municípios a formalizarem a adesão ao consórcio municipal para a aquisição da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleja, da Rússia. A aprovação legislativa é uma exigência formal.

Laguna manifestou interesse por 30 mil doses e Pescaria Brava, 14 mil. Ao todo, são 260 cidades catarinenses que apresentaram pedido, intermediado pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam), para a compra das ampolas.  As tratativas para a vinda de 3,5 milhões de doses começaram há pouco mais de duas semanas.

A Fecam espera receber a resposta positiva para o fechamento do acordo em breve. A aquisição, porém, só vai ser consolidada quando forem indicados os lotes de vacina e as respectivas datas para envio e chegada em território brasileiro.

Todavia, os imunizantes não virão de imediato às cidades, isso porque a lei manda que as ampolas compradas sejam incorporadas ao Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, para distribuição.