Família de artesã vítima do coronavírus pede doações para pagar despesas de cremação

A neta Eduarda Domingos conta que a família optou pela cremação do corpo e precisa arrecadar R$ 1,8 mil e já conseguiram pouco mais de R$ 750. Essa taxa se refere à cobrança feita pelo crematório para a liberação da urna com as cinzas.
Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 5,956 visualizações,  4 views today

No último domingo, 21, a artesã Maria Nair de Oliveira Trindade Ribeiro, 48 anos, moradora do bairro Vila Vitória, se tornou uma das vítimas fatais do novo coronavírus na cidade de Laguna. Agora, a família luta para conseguir recursos para arcar com as despesas fúnebres.

A neta Eduarda Domingos conta que a família optou pela cremação do corpo e precisa arrecadar R$ 1,8 mil e já conseguiram pouco mais de R$ 750. Essa taxa se refere à cobrança feita pelo crematório para a liberação da urna com as cinzas.

“Trabalhava na Casa das Artes, era artesã, amava arte, amava o mar. Era minha única vozinha”, lamenta a neta. Nas redes sociais, muitos conhecidos e membros dos círculos de artesanatos da cidade também expressaram seus sentimentos pela partida prematura de Maria Nair.

Interessados em ajudar a família a arrecadar o valor necessário podem doar através de doação para poupança (operação 013) na Caixa Econômica (agência 2362), através da conta 866869397-0 (em nome de Cláudio Mattos Pereira) ou transferência via sistema Pix, pelas chaves CPF: 09418100975 (Jeyel Trindade Ribeiro) ou 10133027961 (Cláudio Mattos Pereira).

Previous
Next