CCR planeja começar a cobrar pedágio com tarifa de R$ 2,10

No trecho sob sua gestão, a empresa implantou praças de cobrança entre Laguna e Imbituba; Tubarão, Jaguaruna e Treze de Maio; Araranguá e Maracajá; São João do Sul e Passo de Torres.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Concessionária dos 220 quilômetros da rodovia federal BR-101, entre Paulo Lopes e Passo de Torres, a CCR ViaCosteira prepara as últimas documentações necessárias para homologar, junto à Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), o valor da tarifa de pedágio e iniciar a cobrança em abril. A CCR planeja cobrar R$ 2,10, após corrigir monetariamente a taxa de R$ 1,97 ofertada no leilão.

A informação foi confirmada ao Portal pelo diretor-presidente da companhia, Fausto Camilotti, e pela assessoria de imprensa da CCR. No trecho sob sua gestão, a empresa implantou praças de cobrança entre Laguna e Imbituba; Tubarão, Jaguaruna e Treze de Maio; Araranguá e Maracajá; São João do Sul e Passo de Torres.

“Vencemos o leilão com deságio de 62%, evidentemente que há uma correção de inflação, então devemos começar com uma tarifa de R$ 2,10, extremamente convidativa e muito comemorada, em razão de todos os investimentos gerados”, diz Camilotti.

Quando o valor for homologado e a ANTT autorizar, a CCR vai fazer o que se chama de cobrança branca. Isto é, por dez dias, os motoristas irão ser parados nas cancelas e orientados que dentre pouco tempo terão de pagar os valores relativos ao pedágio. Toda a estrutura de cobrança já se encontra pronta, incluindo as bases do serviço de apoio ao usuário.