Prefeitos da região confirmam Deyvisonn Souza como presidente da Amurel

Divulgação/Amurel
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 528 visualizações,  4 views today

Prefeitos dos municípios da região de Laguna (Amurel) confirmaram na manhã desta sexta-feira, 12, a escolha unânime de Deyvisonn da Silva de Souza (MDB) como presidente da associação que representa as cidades. É a primeira vez que um político de Pescaria Brava assume a função. Com a eleição, o emedebista vai substituir Jailso Bardini (MDB), atual prefeito de Treze de Maio.

O político bravense foi reeleito em novembro com 73% dos votos, um dos maiores índices do Sul catarinense, e caberá a ele a missão de representar os interesses regionais e liderar as cidades no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. A escolha de Souza havia sido antecipada em primeira mão pelo Portal Agora Laguna.

A Amurel fez 50 anos em 2020. Foi fundada a partir do desconforto das administrações municipais, especialmente as das pequenas cidades que se defrontavam com imensas barreiras quando queriam ver ouvidas as suas reivindicações. Entre as finalidades estão: ampliar e fortalecer a capacidade administrativa, tecnológica e social dos municípios e prestar assistência técnica, administrativa, planejamento local e regional.

Perfil de Deyvisson Souza

Atual prefeito de Pescaria Brava, Deyvisonn da Silva de Souza foi eleito para o cargo em 2016 e reeleito em 2020. Entrou para a vida pública em 1997, atuando no gabinete do ex-deputado federal Edson Bez (MDB) e em 2002, foi designado como subprefeito de Pescaria Brava, um órgão criado pela prefeitura de Laguna para atender a comunidade, à época um distrito da cidade.

Filiado ao MDB desde a década de 2000, ele disputou sua primeira eleição em 2004, ainda em Laguna. Naquele ano, foi eleito com a maior votação para vereador, renovando o mandato quatro anos depois, chegando a ser presidente da Câmara.

Com a emancipação política de Pescaria Brava, se candidatou ao cargo de prefeito em 2012, mas não venceu. Também administrou o Porto de Laguna, quando a estrutura ainda pertencia à Companhia Docas de São Paulo (Codesp).

Notícias relacionadas

Previous
Next