Insatisfeitos com pedágio, moradores de Nova Fazenda farão protesto no sábado

Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,752 visualizações,  4 views today

Moradores do bairro Nova Fazenda, na região Norte de Laguna, próximo ao limite com a cidade de Imbituba, vão realizar um protesto na tarde deste sábado, 13. A comunidade pretende com o movimento chamar a atenção da empresa CCR ViaCosteira, concessionária da BR-101, para a insatisfação com a implantação da praça de pedágio na localidade.

Os residentes no bairro se sentem prejudicados com a implantação, já que com a praça, o acesso a estabelecimentos usados cotidianamente, como padarias, se tornará mais oneroso, e quem trabalha em outra comunidade ou cidade tenha custos a mais.

“Na minha opinião, o que mais afeta aos moradores do bairro em que a praça de pedágio está implantada é o acesso as necessidades básicas de vivência como: trabalho (muitos moradores trabalham em bairros e até cidades vizinhas – eu, por exemplo, trabalho em Imaruí), farmácia (a mais próxima é em Roça Grande, Imbituba), transporte público e escolar (guardrails bloqueiam o acesso a esses meios de transporte usados por crianças e idosos)”, diz a professora da rede estadual, Carina Langa.

A comunidade promoveu uma reunião há um mês com a prefeitura de Laguna e a CCR, além de vereadores de Imbituba e da cidade juliana, para expor as necessidades do bairro. Entre eles, o pedido para que quem seja morador de Nova Fazenda possa ter isenção na cobrança da taxa, que seja dado preferência na contratação de pessoas da comunidade para atuar na empresa e o investimento dos impostos gerados pela concessão em Nova Fazenda.

“Não somos contra o pedágio; pelo contrário, reconhecemos na CCR uma grande fonte de desenvolvimento para o bairro: segurança, saúde, educação e trabalho. O objetivo da manifestação é para mostrar que a comunidade está unida e quer explicações. O que queremos é uma linha direta de diálogo”, conta o corretor Antônio Borba, mais conhecido como Tom, que representa a comissão criada pela associação de moradores para discutir com a concessionária a implantação do pedágio.

De acordo com Borba, o que os moradores também querem é respeito. “Será uma manifestação pacífica e pede, principalmente, respeito. A empresa foi entrando e simplesmente empurrando a comunidade”, frisa. O líder comunitário também diz que não foi levado em consideração o fato que Nova Fazenda é cortada pela rodovia e com as modificações executadas, quem mora de um lado, teve prejudicado o acesso ao outro.

O protesto está marcado para iniciar a partir das 15h30, com concentração no pátio da igreja católica. Após isso, eles vão seguir em marcha até a praça de pedágio, onde devem fazer um ato de finalização da manifestação.

CCR mantém contato

Ao Portal Agora Laguna, a CCR informou que mantém canal aberto com todos os seus públicos, comunidade e usuários da rodovia. “Informa também que o ofício enviado pela comunidade Nova Fazenda foi recebido pela concessionária, que já agendou reunião, para que os assuntos pautados no ofício sejam tratados pessoalmente”, diz a nota.

Notícias relacionadas

Previous
Next