Funcionários do Banco do Brasil podem entrar em greve em Laguna

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 784 visualizações,  4 views today

Assembleia marcada para o final da tarde de terça-feira, 9, pode definir a realização de uma greve geral dos funcionários do Banco do Brasil (BB) de Laguna, Imbituba e Imaruí. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Laguna (Seeb Laguna), que representa as três cidades, e acompanha entendimento nacional para que o movimento pare as agências na quarta-feira, 10.

De acordo com o órgão, se for aprovada na reunião, a paralisação vai durar 24 horas. A greve é uma reposta à medida anunciada pela direção nacional do BB de fechar 361 unidades, 112 agências, 242 postos de atendimento e sete escritórios, além de transferir compulsoriamente funcionários e promover a desgratificação dos caixas executivos efetivos.

“Aqui na nossa região, nós não teremos fechamento de agências, mas a medida vai atingir os funcionários das agências do Banco do Brasil [nas três cidades] com a transferência compulsória e desgratificação do pessoal que exerce a função de caixa, isso com certeza vai contribuir para piorar o já deficiente atendimento ao público efetuado pelo BB”, aponta o presidente do sindicato, Luiz Francisco Cardoso.

Caso a greve seja aprovada, os serviços do BB nas agências de Laguna, Imaruí e Imbituba ficarão restritos aos terminais de autoatendimento. Nas três cidades, são 48 funcionários ao todo.

Reestruturação

Segundo o BB, o processo de reestruturação é um conjunto de ações que visam adequar a rede de agências ao aumento do comportamento digital de seus clientes e à necessidade de ampliar o atendimento especializado, especialmente o voltado ao agronegócio. As ações também têm objetivo de aumentar a eficiência nas atividades da empresa, garantindo a sustentabilidade dos negócios.

Ainda de acordo com o banco, com a medida, será ampliada a rede de correspondentes bancários e a adesão aos programas de desligamento incentivado oferecidos pelo BB é de caráter totalmente voluntário.