FOTOS: Comunidades celebram Nossa Senhora dos Navegantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 848 visualizações,  4 views today

Magalhães e Nova Fazenda celebraram nesta terça-feira, 2, sua padroeira, Nossa Senhora dos Navegantes, escolhida para abençoar os dois bairros por ser protetora daqueles que se aventuram no mar para conquistar o ganha-pão. Hoje, é feriado municipal em Laguna, em homenagem à santa.

“No meu tempo, meus pais eram da igreja e faziam essa traição com as canoas enfeitadas. Me lembro que, quando não havia a luz elétrica, as ruas eram iluminadas com candieiros  e a gente passava com a procissão na estrada”, recorda Natália Matos, que mora há mais de 50 anos na comunidade de Perrixil.

Ela assistiu junto com as vizinhas, o momento em que os moradores de Barranceira, Estreito, Caputera, Bentos, e do próprio Perrixil, se juntaram aos vizinhos de Nova Fazenda e saíram em procissão pela lagoa do Imaruí. Ao menos 15 embarcações rumaram até a Ponte Anita Garibaldi e de lá, foram para Nova Fazenda, onde uma missa encerrou as celebrações.

A procissão marítima não acontecia há cerca de 30 anos e foi resgatada este ano pelo Conselho Pastoral da Comunidade (CPC). “Deu certo e se Deus quiser, ano que vem, vamos fazer de novo. Estamos muito felizes com o resultado e agradecemos à comunidade por tudo isso”, comenta o coordenador pastoral, Manoel Feitosa.

Mais cedo, no bairro Magalhães, onde a protetora dos mares é a padroeira da paróquia, houve batizados e uma carreata motorizada com bênçãos às pessoas que passavam pela ruas do translado. Já às 19h, está prevista a missa de encerramento da festa de Navegantes, presidida pelo bispo diocesano dom João Francisco Salm, de Tubarão.

“Foi muito bem aceita essa nossa iniciativa de orações, com músicas religiosas, bênçãos de Deus e a companhia da imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, onde suplicamos aos céus o fim da pandemia, bênçãos pelas pessoas doentes e famílias em geral”, afirma o pároco de Magalhães, padre Carlos Henrique. Magalhães optou por não fazer procissão marítima devido à pandemia, mas deixou as portas da paróquia abertas para os fiéis fazerem suas preces.

Navegantes também é celebrada nos cultos afro, onde é conhecida como Iemanjá. Este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, não foi realizada festa para evitar aglomeração. Dois de fevereiro também é dia municipal em honra à rainha do mar.

“Não seria conveniente realizar a tradicional festa a Iemanjá, mas um barco à beira mar estará disponível para os fiéis e devotos depositarem suas oferendas”, pontua o babalorixá Fabrício Santos. Uma homenagem, em vídeo, foi feita à rainha do mar. O material foi divulgado pela Gerência de Comunicação, da prefeitura municipal.

VEJA MOMENTOS

Notícias relacionadas