Celesc divulga dicas para uso consciente de energia durante o verão

Divulgação/Celesc
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 160 visualizações,  4 views today

Nos três primeiros meses do ano, a associação das ocorrências de ondas de calor com os novos hábitos adquiridos pelos consumidores que estão em home office em virtude da pandemia, podem impactar diretamente no aumento do consumo (e da fatura) de energia elétrica. De forma geral, na maioria das residências, o uso intenso de ar-condicionado, geladeira e outros eletrodomésticos representam um acréscimo de 8,6% da conta de luz durante o verão, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para conscientizar a população sobre os hábitos de consumo durante a estação mais quente do ano, a Celesc vem promovendo uma Campanha Educativa de Orientação para o Consumo Consciente, que deve se estender até o mês de março. Lançada em 21 de novembro nas redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) e nos canais oficiais da empresa, com foco em seus clientes, empregados e parceiros, por meio da divulgação de dicas e orientações como ajustar e monitorar equipamentos elétricos e eletrodomésticos e utilizar um simulador de consumo para fazer um cálculo aproximado do seu gasto de energia, disponível no próprio site da empresa.

Neste ano, a campanha é estrelada pelos irmãos Leandro da Cunha e Gustavo da Cunha, técnicos da companhia, e Rodrigo da Cunha, eletricista, empregados da Celesc, que vivem na região de Joinville, cidade onde moram e atuam. Clique aqui e confira o vídeo de lançamento da campanha e confira abaixo algumas dicas que já foram compartilhadas em nossas redes sociais oficiais (@celescoficial no Twitter, Facebook e Instagram).

Acompanhe as dicas de segurança da Celesc:

Ar-condicionado – Além de regular a temperatura adequada em 23º, confortável e que garante o bom funcionamento do motor, dê preferência para modelos Split e Inverter com selo Procel. Eles são mais eficientes e gastam menos energia. Na hora de instalar, escolha a parede do ambiente que tem mais sombra. Vai fazer o aparelho “trabalhar” menos para manter o ambiente em temperatura agradável.

Geladeira – Para reduzir o consumo do aparelho, ajuste o termostato de acordo com a época do ano, mantenha a borracha de vedação em bom estado, não deixe a porta aberta por muito tempo, não guarde alimentos quentes e nem seque roupa na parte de trás. Outra dica é colocar a geladeira distante dos equipamentos que são fontes de calor, como o fogão e o forno elétrico.

Ventilador – Ventiladores podem ser bons aliados para aplacar o calor gastando menos que o ar-condicionado. No chão, no teto ou na parede, eles são uma opção mais em conta para refrescar os ambientes. Observe a quantidade de vento que o modelo é capaz de produzir. Na etiqueta é informada a vazão do ventilador e o índice de energia consumida. Se dois modelos consomem a mesma quantidade de energia, opte por aquele de maior quantidade de vento gerado, porque será capaz de ventilar mais que o outro.

Modo stand by – O modo “stand by” – ou modo de espera – também consome energia do aparelho eletrônico. Desligá-los enquanto não estão sendo usados faz a diferença no valor da fatura no fim do mês. Uma dica que pode fazer a diferença é programar os aparelhos para desligarem a cada duas horas.

Ranking de consumo – Em muitas empresas, o home office veio para ficar, e o gasto com energia elétrica nas residências pode aumentar. Uma dica para economizar é saber o consumo de energia de cada aparelho. Por exemplo, uma air fryer de 1500 W ligada por 30 minutos equivale ao consumo de 25 lâmpadas Led de 6W ligadas por 4 horas. Confira na imagem, o ranking do consumo elétrico de cada equipamento.

Simule o consumo de energia – O Simulador de Consumo é uma ferramenta da Celesc que auxilia os clientes no uso consciente de energia, além de informar o consumo real de cada aparelho, separadamente. Isso pode ajudar a traçar a melhor estratégia para reduzir o valor da fatura de luz.