Alunos voltam às aulas nas escolas públicas de Laguna e Pescaria Brava

Divulgação/Escola Saul Ulysséa
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 800 visualizações,  8 views today

Depois de quase um ano longe das salas de aula, os estudantes de Laguna das redes municipal e estadual começam a voltar gradativamente às atividades escolares presenciais.  Devido à pandemia do novo coronavírus, o retorno ocorre com várias medidas sanitárias de prevenção e com parte dos alunos ainda em casa, com acesso a lições pelo método de ensino virtual.

Na rede municipal, os dois primeiros dias serão de orientações para os alunos por meio da plataforma virtual da prefeitura e após segunda-feira, 22, os estudantes vão retornar às salas de aula, iniciando pela educação infantil. São cerca de dois mil crianças matriculadas nas unidades de ensino mantidas pelo município.

“Estamos muito atentos à necessidade de organizar da forma mais planejada e segura possível o cronograma de retomada das aulas”, diz a secretária Juliana Fagundes. Na retomada, o regime de ensino será semipresencial, com só metade dos alunos em sala e fazendo rodízio durante a semana.

Ainda segundo o município, já foi finalizado o processo seletivo para os auxiliares de serviços gerais e a merenda escolar deve estar preparada para abastecimento de toda a rede municipal a partir desta quinta. Já em Pescaria Brava, as escolas administradas pela prefeitura voltam ao ano letivo apenas em março.

Já no sistema de educação do Estado, os estudantes começaram a ter aulas presenciais com rodízio de turmas, sendo que alguns vão iniciar o ano letivo em casa e outros em sala de aula, conforme um cronograma definido pelas próprias escolas. Há tapetes de higienização, álcool em gel, máscaras individuais e também medição de temperatura nas unidades escolares, segundo informou a Secretaria de Estado da Educação.

Na região da Coordenadoria Regional de Educação de Laguna, que atende ainda Pescaria Brava, Imaruí, Garopaba, Paulo Lopes e Imbituba, são 14 mil educandos.

De acordo com dados do governo estadual, 82% dos alunos da rede estadual retornam de forma presencial nas escolas. Enquanto um grupo frequenta o “Tempo Escola”, o outro estará no “Tempo Casa” e se alternam na semana seguinte. No Tempo Casa, os alunos farão as tarefas de casa passadas pelos professores no Tempo Escola, que poderão ser feitas na plataforma Google Sala de Aula ou por meio de materiais impressos.

Escolas enfrentam problemas

Algumas escolas da região de Laguna não retornaram às atividades nesta quinta, sejam elas presenciais ou virtuais.

Por problemas técnicos, o Ana Gondin só começa o ano letivo na próxima segunda-feira, 22. Já as escolas Almirante Lamego e José Maurício do Santos, além da Domingos Barbosa Cabral (Pescaria Brava) só vão iniciar o atendimento presencial depois de resolvidas questões estruturais e de recursos humanos.

Ainda na região da CRE de Laguna, as escolas Marcílio Dias e Julieta Pavan, ambas em Imbituba, também não voltam às atividades presenciais neste primeiro momento.

Notícias relacionadas