Quase uma semana após ter sido avaliada como em risco grave para a transmissão do novo coronavírus, a região de Laguna, formada por 18 municípios, voltou a ser classificada como em nível gravíssimo (cor vermelha). O governo do Estado divulgou na tarde desta quarta-feira, 13, o novo mapa de risco potencial catarinense

São 13 regiões em nível gravíssimo e apenas três – Grande Florianópolis, Carbonífera e Alto Vale do Itajaí – classificadas em nível grave (cor laranja). Além de Laguna, voltaram para o pior índice as regiões do Alto Uruguai Catarinense, Extremo Oeste, Extremo Sul e Serra Catarinense. O Alto Vale do Itajaí manteve a classificação no nível gravíssimo.

“O que mais chamou a atenção foi um aumento no número de casos confirmados durante a semana, o que provavelmente é um indicativo de como a pandemia pode encaminhar nas próximas semanas”, explica a epidemiologista do Estado, Maria Cristina Willemann. A maioria das regiões apresenta ocupação de leitos de UTI acima dos 70%.