Foto: André Luiz / Agora Laguna

Novas medidas restritivas serão adotadas em Santa Catarina, incluindo toque de recolher. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira, 2, após reunião do governo do Estado com representantes da Federação Catarinense de Municípios (Fecam). As medidas irão valer pelos próximos 15 dias para todo estado, assim que o decreto for publicado, o que deve acontecer em até 48 horas.

As restrições visam manter as atividades econômicas em atividade ao passo que tenta frear o avanço do coronavírus. Momentos antes da divulgação das medidas, o Estado informou que 15 regiões de saúde estão em estado gravíssimo de propagação da Covid-19 e apenas uma região está como grave no mapa. Na região da Amurel, os leitos de UTI em hospitais públicos ou filantrópicos, como Laguna, estão com 100% de ocupação.

O toque de recolher vai valer entre meia-noite e 5h. O transporte coletivo continuará funcionando, podendo circular com até 70% da capacidade normal de ocupação. O uso das máscaras será tornado obrigatório em qualquer ambiente, exceto residências familiares.

Prefeitos e governador decidiram pela possibilidade de o comércio ampliar horários de atendimento no final do ano para não ter aglomeração. Os estabelecimentos deverão fechar suas portas até as 23h, com a possibilidade de atender os clientes que já se encontrarem no recinto até meia-noite.