Thiago Duarte renuncia ao mandato de vereador

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 344 visualizações,  4 views today

O advogado Thiago Duarte (MDB) renunciou ao cargo de vereador de Laguna, conforme documento lido na sessão da Câmara de Vereadores nesta terça-feira, 10. A decisão é em caráter irrevogável.

Duarte estava em seu segundo mandato como legislador. Ele se elegeu a primeira vez em 2012, sendo o edil mais jovem naquela legislatura com 22 anos. Foi reeleito em 2016 e chegou a ocupar o cargo de primeiro secretário na mesa diretora eleita para o primeiro biênio do atual mandato.

O emedebista, que já foi secretário da Pesca e Aquicultura, é um dos três vereadores de Laguna detidos pela Operação Seival II, em setembro. “A renúncia é motivada para que o signatário possa se dedicar exclusivamente em sua defesa quanto ao processo contra si movido e fundamentado em delação premiada. Por fim, informa que confia em Deus e na Justiça, na certeza de que provará sua total inocência e será absolvido”, escreveu Duarte no pedido de renúncia.

O advogado iria concorrer na eleição de novembro como vice na chapa de Mauro Candemil (MDB), mas renunciou à candidatura devido à operação policial. Ele foi substituído pelo economista Marcos Aurélio Barzan, o Leca.

Suplente assume vaga

Com a renúncia, a Câmara empossou o suplente Waldyr Sant’Anna Junior, que foi o quinto nome mais votado do então PMDB na eleição de 2016. No entanto, o político migrou para o PL em março, durante a janela partidária.

O político já estava no cargo desde o fim de outubro, quando foi empossado para ocupar a vaga do trio de edis do MDB afastados por causa da Seival II. “As coisas evoluíram. Fico contente pois assumo a Câmara nesse curto espaço de tempo. Sou grato a todos que votaram comigo em 2016 e nosso empenho será nas coisas de curto prazo de realização”, afirma Waldyr, que já foi vereador entre 2004 e 2008.

Além dele, assumiram a vaga os suplentes Francisco Salles Soares e Maria Aparecida dos Santos Ramos. “A gente se sente muito honrado, mesmo que seja por pouco tempo é bom para o município, pois queira ou não, houve renovação na Câmara e isso é bom. Vamos fazer o que pode, aprovando os projetos que forem bons para a cidade”, avaliou Soares, ao assumir a vaga, prometendo empenho em buscar meios de viabilizar o Carnaval no próximo ano.

“Na Câmara, eu estou feliz de assumir mesmo que seja por pouco tempo e por situações que não queríamos que acontecesse, solidários com a dor de tantas pessoas que moram no município. Mas temos que tocar em frente e hoje, quero dizer que, dentro do Legislativo quero me esforçar para fazer um trabalho como sempre fiz”, completou Maria Aparecida, que, para aceitar a convocação, deixou o cargo de intendente da região da ilha, garantindo que manterá a defesa pelos interesses daquelas comunidades.

Divulgação/CMV

Notícias relacionadas