Sem conseguir reverter indeferimento, candidata do MDB abre mão da disputa eleitoral

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 464 visualizações,  4 views today

A voluntária da causa animal, Soraia Amália Wust, informou que abriu mão da candidatura a vereadora pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). A decisão foi anunciada em nota enviada no começo da tarde desta sexta-feira, 6.

“Hoje perdi uma batalha, mas não a guerra. Estou serena e tranquila quanto à decisão da Justiça Eleitoral no indeferimento de meu registro de candidatura, ainda não sei se vou e quem irei apoiar, mas sei que estarei sempre visando o bem estar animal”, reconheceu Soraia no texto.

A emedebista teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral de Laguna no mês passado, por ausência de documentação comprobatória da desincompatibilização de cargo ocupado no poder público. Ocorre que até o período pré-eleitoral, quatro meses antes da votação de novembro, ela era titular da Gerência de Bem Estar Animal, órgão vinculado à Secretaria Municipal da Pesca e Agricultura.

Ela enviou à Justiça Eleitoral uma declaração da prefeitura falando da exoneração, mas o documento não foi considerado válido pelo Ministério Público Eleitoral, decisão que foi confirmada pela juíza eleitoral Elaine Cristina. A defesa de Soraia recorreu da decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Florianópolis, mas a corte eleitoral negou os recursos por duas vezes.

A candidatura de Soraia é a segunda do MDB a ser indeferida. O atual vereador e presidente da Câmara, Cleosmar Fernandes também teve o registro negado. Outros dois candidatos do DEM e do Solidariedade estão na mesma situação.

Nota oficial de Soraia Wust

A candidata Soraia Amália Wust vem a público esclarecer que tentou de todas as formas manter sua candidatura, mas em decisão de agravo interno foi indeferido seu registro de candidatura, por não ser demostrado sua desincompatibilização desta forma não tendo nada mais a ser feito juridicamente, já que o mérito teria sido julgado improcedente. O que se faria agora caso fosse recorrido por recurso especial junto ao TSE seria nada mais de que ser visto o direito constitucional da candidata Soraia Amália Wust a concorrer as eleições de 2020.

Soraia Amália Wust vem perante seu povo pedir desculpas por não poder mais estar concorrendo ao cargo de vereadora da cidade de Laguna-SC, o que sente com profundo pesar. Vem perante ao seu eleitorado desculpar-se e aso mesmo tempo comunicar que não medirá esforços para continuar com seu trabalho voluntario como protetora da causa animal, redobrando ainda mais seus esforços perante a causa.

Hoje perdi uma batalha, mas não a guerra. Estou serena e tranquila quanto à decisão da Justiça Eleitoral no indeferimento de meu registro de candidatura, ainda não sei se vou e quem irei apoiar, mas sei que estarei sempre visando o bem estar animal. Aos eleitores que depositaram a confiança me apoiando me desculpo e agradeço pelo apoio e e pela reciprocidade que recebi de todos por onde passei nessa caminhada buscando votos e apoio da população, a todos meus sinceros agradecimentos.