Queda de menina em condomínio foi causada por negligência, conclui polícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,076 visualizações,  4 views today

A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurava as circunstâncias que levaram à queda da menina, de um ano e dez meses, de um prédio no quarto andar no condomínio Henrique Paes de Medeiros, no bairro Mato Alto. A investigação identificou que o acidente foi causado por negligência.

No fim da manhã do dia 5 de outubro, a criança brincava na janela do apartamento junto da irmã, quando caiu sobre um gramado. A altura aproximada foi de 12 metros. O local não possuía proteção nas janelas. Ao Portal, alguns moradores relataram que haviam oferecido a instalação das telas ao casal.

Vizinhos contaram que após a queda, a menina se levantou sozinha e foi socorrida inicialmente por eles mesmos. Na sequência, houve a chegada do Corpo de Bombeiros (Assista à cena acima). A criança não teve lesões significativas.

“Além da ausência de telas, o levantamento do local do fato demonstrou a disposição dos móveis de forma a não garantir a segurança das crianças. Também há relatos quanto a outros episódios em que as crianças ficaram ‘penduradas’ nas janelas e os pais nada fizeram mesmo alertados pelos vizinhos”, descreve o delegado Franco Reginatto, titular da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami), ao Agora Laguna.

As conclusões da polícia vão ser enviadas ao Ministério Público para decidir, em até 15 dias, se arquiva ou promove a denúncia, podendo pedir mais diligências. Os pais podem responder por lesão corporal e por omissão em âmbito doméstico. “Houve o indiciamento dos genitores pela lesão corporal sofrida pela criança em razão da negligência”, resume o delegado. A família, que tem outros quatro filhos, não mora mais no condomínio.

Notícias relacionadas