Familiares tentam localizar mulher de Laguna desaparecida há seis dias

 1,336 visualizações

A família da moradora do bairro Progresso, Natália Alves Leonel, busca por informações que possam levar à sua localização. Ela desapareceu por volta das 13h, de segunda-feira, 26, e teria sido vista pela última vez em São José, na Grande Florianópolis. A mulher tem 32 anos, faz uso de remédios controlados e aproveitou o momento em que um familiar saiu de casa para deixar a residência.

Claudiosmar Machado, familiar, revela que essa não é a primeira vez que ela faz isso. Já houve ao menos 15 vezes em que a mulher saiu de casa sem dar explicações, porém, nas últimas vezes, ela tem ido parar em outras cidades. Há pouco mais de um ano, Natália desapareceu e foi achada em Imbituba.

Nesse caso atual, a Polícia Civil de São José informou, após ter conhecimento do fato, que na última quarta-feira, ela havia pernoitado em um albergue municipal, porém não apareceu mais no local. O espaço permite apenas que as pessoas desabrigadas passem a noite.

“Ainda estamos aguardando mais notícias”, diz Machado. As forças de segurança da região da Grande Florianópolis também foram comunicadas do desaparecimento, na esperança de ela ainda estar por lá. “Nossa preocupação é que ela é uma pessoa frágil, dependente de remédios e a situação bem delicada”, revela.

Informações sobre Natália podem ser repassadas pelos telefones 3644-3402 ou 98412-1147, disponibilizados pela família.

Notícias relacionadas