Divulgação

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que Laguna e Pescaria Brava tiveram saldo positivo na geração de empregos de outubro. Os números são da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia e traçam o panorama de contratações e demissões no mês.

Outubro é o quinto mês em que Laguna fecha com mais admissões que demissões. Foram 291 contratações frente a 225 demissões, o que dá um saldo de 66 empregos formais gerados. Anteriormente, a cidade tinha obtido saldo positivo em janeiro, junho, julho e agosto.

De acordo com o Caged, apesar de um número considerável de desligamentos, as contratações dos setores de serviço e comércio ajudaram o saldo de Laguna a subir em outubro. Nos estabelecimentos comerciais, foram 117 admissões contra 70 demissões (saldo positivo de 47) e 103 contratações no setor de serviços frente a 82 desligamentos (saldo positivo de 21).

O setor agropecuário demitiu 24 pessoas e contratou oito, tendo saldo negativo de 16. Os outros setores mapeados são: construção (21 contratações frente a 15 demissões – saldo positivo de seis) e indústria (42 contratações com 34 demissões – saldo positivo de oito).

Entre os meses de fevereiro a maio e em setembro, o saldo em Laguna foi negativo. No acumulado geral do ano, o município apresenta com mais demissões (2.477) que contratações (2.322), ficando o total negativado em 155.

Saldo positivo em Pescaria Brava

A cidade registrou a admissão de 27 pessoas e a demissão de 20, gerando saldo positivo ajustado de sete contratações. O município teve saldo negativo em março (seis vagas a menos) e maio (três), e positivo nos meses de janeiro (11 postos de trabalho a mais), fevereiro (1), abril (8), junho (6), julho (11), agosto (13) e setembro (10).

No comércio de Pescaria Brava, foram registradas 11 contratações contra sete demissões, o que gera saldo positivo de quatro admissões a mais. Situação semelhante ao setor da construção, que teve quatro admissões contra um desligamento, tendo saldo positivo de três contratações. Indústria e serviços demitiram seis trabalhadores e contrataram seis, cada.

Já no acumulado do ano, o jovem município aparece como tendo gerado 232 postos e desligado 175 trabalhadores, ficando com saldo positivo de 57 vagas. O Caged mapeia quase 430 empregados com carteira assinada na cidade.