Pescaria Brava tem apenas duas candidaturas indeferidas para vereador

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 264 visualizações,  4 views today

Duas candidaturas a vereador foram indeferidas pelas Justiça Eleitoral em Pescaria Brava. As decisões foram publicadas na segunda-feira, 26, prazo máximo para que ocorressem os julgamentos dos pedidos de impugnação apresentados aos registros de candidaturas.

Juliana Alves e Luiz Gonzaga Ladislau foram inscritos pelo PSDB para disputarem uma cadeira pelo partido no Legislativo. As candidaturas, porém, tiveram pedidos de impugnação apresentados pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

O MPE pediu a negativa ao registro de Juliana por irregularidade na prestação de contas das eleições de 2016, quando foi candidata. Deste modo, ela não está ‘quite’ com a Justiça Eleitoral. A sentença da juíza Elaine Cristina levou esse fato em consideração para decidir pelo indeferimento.

Já Ladislau teve o pedido de candidatura por estar com a inscrição eleitoral cancelada, o que não o deixa no pleno exercício dos direitos políticos para concorrer às eleições de novembro.

Ao Portal Agora Laguna, o presidente do PSDB de Pescaria Brava, Antônio Honorato, informou que a candidatura de Juliana foi substituída pela de Marilene Alves Almeida (Professora Marilene). Já sobre Luiz Gonzaga Ladislau, o partido ainda avalia os rumos que serão tomados.

As outras 46 candidaturas – exceto a de Marilene Almeida, que ainda será analisada pela Justiça – foram deferidas pela Justiça Eleitoral.