Divulgação

Ao menos dois idosos em Laguna e um em Pescaria Brava foram vítimas nas últimas semanas do golpe do falso sequestro e perderam quantias em dinheiro. O caso está em investigação na Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil da cidade.

Pelo telefone, eles ouvem a informação de que um parente foi sequestrado e que para a liberação dessa pessoa é necessário que seja feito um pagamento. Em fevereiro desse ano, a DIC havia rastreado e desarticulado uma quadrilha que atuava no Rio de Janeiro (RJ) – a partir de um presídio – e aplicava golpes semelhantes na região de Laguna.

O alvo do crime geralmente são as pessoas mais idosas. Entre as vítimas já identificadas estão dois moradores do Mar Grosso, de 81 e 82 anos, e um morador de Pescaria Brava, 64 anos. Dois deles depositaram o dinheiro pedido pelos golpistas.

“Em todas essas ligações, aliás, o autor pede valores bem altos e ‘se contenta’ com os valores que as vítimas possuem. Do tipo, pedem R$ 50 mil, mas se a vítima informar que possui apenas R$ 2 mil já estaria bom”, explica o delegado Bruno Fernandes, da DIC de Laguna, ao Portal Agora Laguna.

A origem das ligações seria novamente o RJ, já que a maior parte das contas para onde o dinheiro das vítimas foi enviado são daquele estado.

A polícia orienta para que os parentes conversem com idosos que moram sozinhos para que eles evitem atender ligações de números desconhecidos ou não identificados durante a madrugada e tentar contato com os familiares por qualquer outro meio.

Denúncias sobre o caso podem ser repassadas ao telefone 181 da Polícia Civil ou ao Disque-denúncia: (48) 99620-9760.

Gravações

Para entender como funciona o golpe, a Polícia Civil divulgou, em fevereiro, áudios gravados e liberados com autorização da Justiça obtidos com interceptação telefônica. Nas gravações, uma voz de mulher chorando se apresenta como filha da vítima e diz ter sido roubada e forçada a entrar em um carro. Na sequência, um assaltante interrompe a conversa e diz que irá matar a mulher se não houver resgate. Ouça: