Foto: Jorge Anastasiadis

Operários e máquinas que darão forma à praça de pedágio da BR-101 no limite municipal entre Laguna e Imbituba já trabalham na construção das cabines de cobrança. As obras ocorrem no quilômetro 298 da rodovia federal, em Itapirubá.

Privatizada em fevereiro e sob gestão da CCR ViaCosteira desde agosto, a rodovia terá quatro praças de cobrança ao longo dos seus 220 quilômetros. Além de Laguna, as demais ficarão nas cidades de Tubarão (no limite com Jaguaruna e Treze de Maio), Araranguá (no limite com Maracajá) e São João do Sul (no limite com Passo de Torres).

Segundo o contrato de concessão, a empresa tem um ano para iniciar a cobrança, contados a partir do momento em que a rodovia foi assumida. “Importante destacar que a cobrança só pode ser iniciada, após o término dos trabalhos iniciais que também têm prazo de um ano, além da vistoria e aprovação da ANTT. Esses trabalhos estão sendo feitos ao longo do trecho desde início de agosto, quando assumimos, efetivamente, a rodovia”, explica o diretor-presidente da CCR, Fausto Camilotti, em contato via assessoria com Agora Laguna.

Ainda de acordo com o gestor, a CCR tem antecipado todos os trabalhos na rodovia para poder ter uma BR-101 com mais fluidez, trafegabilidade e qualidade aos usuários o quanto antes, pois sabemos a necessidade do motorista.

Além das cabines de pedágio, as bases operacionais de atendimento ao usuário estão em construção. “Todas as obras de melhoria realizadas ao longo da rodovia requerem atenção e cuidados redobrados por parte dos usuários. As obras das praças também vão demandar maior atenção dos motoristas. A CCR vai sempre manter o cidadão informado sobre essas intervenções, pois assim os motoristas podem se programar de maneira melhor em seus deslocamentos”, acrescenta Camilotti.

A empresa venceu o leilão oferecendo pedágio a R$ 1,97, mas essa valor sofrerá alteração até o início das cobranças pois terá reajuste conforme indicadores econômicos. A previsão é que as praças comecem a funcionar em fevereiro de 2021.