Atualizada nesta quinta-feira, 15, a classificação de risco para contaminação pelo novo coronavírus em Santa Catarina manteve a região da Amurel como ‘risco potencial grave’. Ao todo, são 12 regiões estaduais com essa mesma condição.

Já as regiões do Médio Vale do Itajaí, Alto Vale do Itajaí, Xanxerê e Oeste estão na situação de risco Alto (cor amarela). Os dados mostram que a região da Serra Catarinense, anteriormente classificada com o risco Alto, passou para a situação Grave (cor laranja). Por outro lado, a região do Alto Vale do Itajaí foi reclassificada de Grave para Alto.

De acordo com o governo do Estado, as regiões Carbonifera, Laguna e Alto Vale do Rio do Peixe, estão com a pandemia em expansão. A ferramenta de monitoramento emitiu alerta pela mortalidade por Covid-19 na semana ultrapassar 2/100 mil habitantes.

“Há certa estabilidade nas últimas semanas, mas com um aumento de casos dos últimos dias houve esse reflexo na matriz. Foi o que aconteceu com a Serra catarinense, por exemplo. Construímos regramentos sanitários seguros e precisamos que as pessoas respeitem e compreendam que o vírus não foi embora”, diz secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro. “Com esses dados, podemos atuar com total segurança nos surtos que podem vir a acontecer, para reduzir ou evitar o impacto da segunda onda, que já vem atingindo outros países e estados”.

A avaliação do risco passou por atualização diante do novo momento da pandemia, propondo um foco maior na atenção primária e fortalecendo as ferramentas de acompanhamento para detecção do comportamento do novo coronavírus no estado.