Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Quase seis anos depois de sua reabertura, o Cine Teatro Mussi será devolvido ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O Serviço Social do Comércio (Sesc) de Laguna, que administra o espaço, manifestou interesse em fazer a devolução em março após o fechamento do local devido à pandemia do novo coronavírus. O teatro foi reinaugurado em 2014 e vinha sendo utilizado para apresentações culturais e exibições de cinema gratuitas.

A informação foi confirmada pela reportagem do Portal Agora Laguna junto ao Iphan e ao Sesc de Laguna. As chaves do prédio devem voltar à autarquia federal nos próximos 40 dias, segundo apurado. Antes de concluir a devolução, o atual administrador precisa concluir alguns reparos na pintura e outros pontos em que houve desgaste nos últimos seis anos.

“Só não devolveram oficialmente ainda porque a gente pediu para fazer alguns pequenos reparos, pois precisam entregar o edifício na mesma condição que receberam”, detalha a chefe do escritório técnico do Iphan em Laguna, Ana Paula Cittadin. O principal motivo para a ação do Sesc seria a baixa na receita financeira, problema gerado à nível nacional.

A pandemia fez com que o governo federal editasse medida provisória para reduzir pela metade o repasse feito para a manutenção do Sistema S – que inclui ainda Senac, Sebrae, Sesi e Senai. Paralelo a isso, outras ações foram tomadas para a sustentabilidade financeira do órgão, como a suspensão temporária de contratos dos colaboradores.

Uma das principais interessadas em assumir o Cine Mussi após a conclusão do processo de devolução é a prefeitura de Laguna. O interesse já foi manifestado pela Fundação Lagunense de Cultura (FLC) e Secretaria de Turismo e Lazer, mas a proposta irá passar ainda por análise da direção do Iphan, em Brasília (DF).

Sobre o Cine Mussi

O Cine Teatro Mussi foi inaugurado em 17 de dezembro de 1950, com sessões lotadas para a exibição do filme A valsa do imperador. O prédio foi construído em três anos, com planta arquitetônica de Wolfgang Ludwig Rau. A edificação pertencia à empresa Tecidos João Mussi S.A.

Com advento da televisão e avanço de outras tecnologias que facilitaram o acesso ao cinema em casa, o Cine Mussi foi fechado em 1992 após centenas de filmes, dezenas de peças encenadas, e muitos eventos culturais e sociais realizados. Por um tempo, o prédio abrigou órgãos da prefeitura e uma igreja evangélica.

Decadente e abandonado, em 2009, o prédio foi comprado pelo Iphan por R$ 812 mil. A restauração começou dois anos depois em obra que custou R$ 7,23 milhões aos cofres do governo federal.

Os trabalhos restauraram todo o edifício, incluindo equipamentos de segurança, acessibilidade, equipamentos de projeção e sonorização, além da construção de camarins, sanitários e área de suporte técnico. A cessão de uso com o Sesc foi assinada em dezembro de 2014, na reinauguração do espaço.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna