Foto: Divulgação/PML

A Secretaria de Assistência Social e Habitação de Laguna passa pela quinta mudança no comando só em 2020. A pasta começou a semana sendo gerida por Patrícia Paulino e encerra com o início da administração por André Felipe da Rosa.

Patrícia foi exonerada na última segunda-feira, 14, o que marcou seu desembarque do governo Candemil. Ela ingressou no governo em janeiro de 2018 ao assumir a titularidade da pasta de Pesca e Agricultura. Deixou a função em uma troca com José Carlos Mendes Netto, que havia começado a gerir em março deste ano a pasta de Assistência Social.

Ao Portal Agora Laguna, a ex-secretária comentou rapidamente que “agradece ao prefeito por ter me escolhido durante esse período”. Candemil confirmou à reportagem que a mudança ocorre devido aos últimos acontecimentos políticos. Patrícia é filha do vereador Adilson Paulino, do PSD, partido que deixou a base aliada e assumiu posição de oposição à gestão municipal.

No lugar da ex-gestora, o prefeito nomeou o advogado André Felipe da Rosa. O novo gestor é advogado formado pela Unisul e faz parte da equipe da procuradoria municipal há sete anos. Antes de assumir o cargo, ele era assessor de Gestão Orçamentária da Secretaria de Finanças, Administração e Serviços Públicos.

A ascensão de André à função de gestor titular da Assistência Social ocorre em meio à pandemia do novo coronavírus. O novo secretário vai encarar pela frente a missão de dar continuidade aos projetos sociais realizados pela pasta para atenuar os efeitos da atual situação sanitária vivida na cidade.

“Nesse momento, a pedido do prefeito Mauro, em meio a essa pandemia, será um grande desafio, que o momento é de dar continuidade dos projetos que estão em continuidade na secretária”, comentou o novo secretário.

Patrícia Paulino e Mauro Candemil, em janeiro de 2018, quando ela assumiu a Sepagri. Arquivo.

Quinta mudança só em 2020

A Assistência Social e Habitação soma a quinta mudança em 2020. A pasta começou o ano sendo administrada por Luciana Fernandes Pereira (titular de Finanças, Administração e Serviços Públicos) de maneira interina, no lugar do presidente da Fundação Irmã Vera, Valmor Pacher, que ocupava o cargo desde setembro de 2019.

Ainda em janeiro deste ano, Candemil nomeou o ex-vereador Aderbal Moreira Cardoso para a função. Ele havia sido secretário-adjunto nesta mesma pasta no começo da atual gestão municipal. Cardoso morreu em fevereiro e a pasta ficou vaga até meados de março, quando José Carlos Mendes Netto assumiu a titularidade.

Outras exonerações

O mesmo Diário Oficial que consolida a exoneração de Patrícia Paulino, traz as exonerações de:

  • Guilherme Valério Silva, coordenador de Movimentação e Protocolo – Secretaria de Fazenda
  • Jordana Ataídes, assistente de Gestão – Sepagri
  • José Antônio Martins Silva – Saúde
  • Isadora Maximiano – coordenador de Frota, Saúde
  • Débora Dias, coordenador de Serviços Gerais
  • Pollyana Alvim – coordenadora Creas, Assistência Social
  • Sueli Mendonça, assessor de ensino superior – Educação
  • Soraia Wust, gerente de bem-estar animal, Sepagri