Amurel retorna ao nível potencial gravíssimo da Covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,084 visualizações,  4 views today

Atualizada nesta quarta-feira, 9, a classificação do risco potencial da Covid-19 em Santa Catarina traz a Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) novamente em nível gravíssimo, segundo Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes).

A região de Laguna, composta por 18 municípios, figurava desde 19 de agosto em potencial grave. Na contramão, a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) deixou de situação gravíssima, marca registrada desde o dia 14 de julho, para grave.

A avaliação do risco potencial para Covid-19 visa orientar a regionalização e descentralização das ações relacionadas à contenção da pandemia em Santa Catarina.

Atualmente as regiões que estão em nível potencial gravíssimo: Amurel, Alto Vale do Rio do Peixe e Nordeste.

Nível potencial grave: Oeste, Alto Vale do Itajaí, região Carbonífera, Meio Oeste, Alto Uruguai Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, , Médio Vale do Itajaí, Planalto Norte, Serra e Xanxerê.

As classificações são definidas a partir da combinação de oito indicadores em quatro dimensões de prioridade de atuação local, que são isolamento social investigação, testagem e isolamento de casos, reorganização de fluxos assistenciais e ampliação de leitos. As cores que representam o grau de preocupação são: gravíssimo (vermelho), grave (laranja), (amarelo) e moderado (azul).

Conforme o Risco Potencial para saúde de cada Região de Saúde, um conjunto de medidas é apresentado ao final.Por exemplo, nos níveis grave e gravíssimo, ficam suspensos shows, cinemas, teatros e outras atividades de lazer.

O monitoramento é semanal, e a divulgação da classificação das regiões ocorre às quartas-feiras.

Números da Amurel em 8 de setembro

Santa Catarina

O Governo do Estado informou que há 190.397 pacientes com teste positivo para Covid-19, dos quais 180.529 estão recuperados e 7.426 permanecem em acompanhamento. O número foi divulgado nesta terça-feira, 8. Até esta data, 2.442 óbitos foram causados pelo coronavírus. Esses números colocam a taxa de letalidade em 1,28%.

Foram confirmados casos em todos os 295 municípios catarinenses e 218 cidades registraram pelo menos um óbito. O local com a maior quantidade de casos é Joinville, que contabiliza 18.281 casos. Na sequência, aparecem Florianópolis (11.713), Blumenau (10.851), Balneário Camboriú (6.825), Itajaí (6.692), São José (6.144), Criciúma (6.078), Chapecó (6.069), Palhoça (5.486) e Brusque (5.063).

A taxa de ocupação dos leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina é de 69,2%. Isso significa que, dos 1.528 leitos existentes no estado, 470 estão vagos e 1.058 estão ocupados, sendo 432 por pacientes com confirmação ou suspeita de infecção por coronavírus.

Previous
Next