Foto: PMA / Divulgação

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Laguna e Maracajá realizaram na última semana operação policial de fiscalização nas lagoas do complexo lagunar durante o período de defeso do camarão.

Visando combater a pesca ilegal do crustáceo, foi autuado um pescador em flagrante no qual foi apreendido a sua embarcação e foi doado o camarão para a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Laguna.

Já na madrugada do último dia 29, foram autuados quatro infratores por pesca ilegal. Após inúmeras denúncias, a guarnição aquática utilizando o serviço de inteligência fez o levantamento dos principais pontos onde estariam ocorrendo o crime ambiental. Foram mais de 100 gerivais apreendidos e cerca de 40 quilos de camarão.

De acordo com a Ambiental, realizado o levantamento das informações, as equipes conseguiram identificar e responsabilizar criminalmente e administrativamente quatro pessoas que estariam pescando no período do defeso. Todos os responsáveis vão responder por crime ambiental e por infração, que podem chegar até R$ 100 mil.

A PMA lembra que desde o dia 15 de julho até o dia 15 de novembro a pesca do camarão no complexo Lagunar está proibida. Esse período é necessário para o crescimento e reprodução do camarão.

Foto: PMA / Divulgação