Foto: PRF SC

A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), por meio do Comando de Policiamento Rodoviário (CPMR), deu início a partir das 18 horas desta sexta-feira, 4, à Operação Independência. A iniciativa busca proporcionar conforto, fluidez e segurança aos usuários das rodovias estaduais catarinenses, durante o fim de semana prolongado por conta do feriado do Dia da Independência. A ação seguirá até as oito horas do dia oito de setembro, em todo o Estado.

Com a suspensão dos tradicionais desfiles cívicos, o Comando de Policiamento Rodoviário informa que concentrará esforços no patrulhamento das 89 rodovias estaduais, que perfazem uma malha viária de aproximadamente 4.000 quilômetros. O CPMR desenvolverá uma política de conscientização dos usuários, no sentido de prevenir, ao máximo, a ocorrência de acidentes de trânsito, bem como possíveis infrações. Também recomenda aos motoristas que não dirijam após ingerir bebidas alcoólicas, utilizem o cinto de segurança, respeitem os limites de velocidade, bem como as regras gerais de circulação de trânsito.

Estatísticas demonstram que o número de acidentes aumenta nos períodos de feriados prolongados, muitos deles motivados pela falta de atenção, pelo aumento do volume de tráfego e, principalmente, pelo descumprimento da regulamentação de trânsito por parte dos usuários que trafegam nas rodovias.

Na Operação independência do ano de 2018 (não houve feriado prolongado em 2019) aconteceram 72 acidentes, sendo 32 acidentes com vítimas e 40 acidentes sem vítimas, envolvendo 125 veículos e causando ferimentos em 58 pessoas. Não houve registro de morte no período da operação.

PRF

No mesmo planejamento, a Polícia Rodoviária Federal em Santa Catarina iniciou a Operação Independência 2020, que se estende até a meia-noite de segunda, dia 07. Apesar das autoridades estaduais ainda recomendarem o distanciamento social, o nível de isolamento caiu consideravelmente, retornando a patamares próximos ao período pré Covid-19. Por isso, a tendência é que haja grande aumento da circulação de veículos nas rodovias devido ao feriado cívico.

O objetivo principal da PRF é prevenir condutas que aumentam o risco de ocorrências graves ou que agravem as lesões das vítimas, como ultrapassagens indevidas, consumo de álcool e falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança ou cadeirinhas para crianças). Para isso, o órgão vai aumentar a presença em trechos considerados mais críticos de acidentes graves, convocando policiais para atuar no período de folga, a fim de reforçar o efetivo.

Considerando que dia 8, terça, é feriado em Curitiba/PR, espera-se grande fluxo de veículos paranaenses nas rodovias do norte de SC (BR-101 e BR-280), principalmente nos acessos às praias. Outros trechos com grande índice de acidentalidade nesta época ficam nas BRs 101 e 282 (região da grande Florianópolis) e na BR 470 (de Navegantes a Blumenau).

No ano passado, não houve operação, pois o feriado caiu em um sábado. Já em 2018, nos quatro dias de Operação, a PRF registrou 116 acidentes, nos quais 140 pessoas ficaram feridas e seis morreram no local.

Devido ao fluxo de veículos estar quase igual ao período pré-pandemia, a PRF voltou a determinar a restrição de tráfego, apenas em rodovias federais de pista simples, para combinações de veículos de carga (CVC), bitrens com dimensões excedentes, “cegonhas” e aqueles que precisam de Autorização Especial de trânsito (AET), nos seguintes dias e horários:

04/09/2020 sexta-feira das 16h00 às 22h00
05/09/2020 sábado das 06h00 às 12h00
07/09/2020 segunda-feira das 16h00 às 22h00

Amurel

A região da Amurel continua com Risco Potencial Grave para Covid-19, segundo o painel do Governo do Estado. Os dados seguem há três semanas sem alteração e foram divulgados nesta quarta-feira, 2.

A avaliação visa orientar a regionalização e descentralização das ações relacionadas à contenção da pandemia em Santa Catarina, de acordo com o governo. Na última divulgação na semana passada, a Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) deixou o nível de risco gravíssimo, passando para grave.

Mapa de risco por região. Clique para abrir

Atualmente as regiões que estão em nível potencial gravíssimo: Alto Vale do Itajaí, Carbonífera, Meio Oeste, Oeste e Nordeste.

Nível potencial grave: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Rio do Peixe,Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Amurel, Médio Vale do Itajaí, Extremo Oeste, Planalto Norte, Serra e Xanxerê.

Divulgação

Óbito

Morreu na manhã desta sexta-feira, 4, em Tubarão, Adair Armando Borges, conhecido entre amigos como ‘Tainha’, aos 77 anos. Aposentado, trabalhou por muito tempo como caminhoneiro e taxista. Adair teve complicações devido a um AVC. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Municipal da Glória.

Udesc

Pelo segundo ano seguido, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) foi classificada entre as melhores universidades do mundo no ranking da organização Times Higher Education (THE). A lista de 2020 avaliou 1.527 universidades de 93 países. Acesse o ranking.

“A presença da Udesc no ranking global da THE pelo segundo ano consecutivo é um excelente indicativo de que nossa universidade está se firmando cada vez mais no cenário internacional”, destaca o reitor, Dilmar Baretta.

Universidades brasileiras

Liderada pela britânica Universidade de Oxford pelo quinto ano seguido, a nova lista tem 52 universidades brasileiras, seis a mais do que no ano passado. Após escalar do nono ao sétimo lugar em 2019, o Brasil subiu mais uma posição e é o sexto país com maior número de instituições no ranking, na frente de Itália e Espanha.

A Udesc foi classificada na faixa de mais de 1.001, mesmo resultado obtido em 2019 (a partir da posição 200, a classificação é feita em grupos). Dentre as 52 universidades brasileiras ranqueadas – 35 federais, 11 estaduais e seis particulares – a Udesc está na 14ª posição, empatada com as demais instituições no mesmo estrato.

Foto: Luis Claudio Abreu/Agora Laguna

Covid-19

Desde o dia 1º de agosto, data em que ocorreram 53 óbitos causados pela Covid-19 em Santa Catarina, o estado apresenta trajetória de queda no número diário de mortes decorrentes do coronavírus. A média dos últimos sete dias, contados até esta quinta-feira, 3, é de 23 óbitos. A taxa de letalidade catarinense, de 1,27%, é a menor do Brasil e está abaixo da maioria dos países desenvolvidos.

O número de novos casos também dá sinais positivos. O dia com maior número de pacientes que tiveram os primeiros sintomas da Covid-19 foi 20 de julho. Desde então, a trajetória é de redução.

O governador Carlos Moisés atribui os números positivos de Santa Catarina na comparação com outros estados e países às medidas adotadas no início da pandemia, que permitiram adiar o pico da curva de contágio a tempo do fortalecimento da estrutura hospitalar. “Não há registro de nenhum óbito causado por falta de leito nos hospitais catarinenses. Conseguimos evitar aqui uma realidade de países europeus, como a Itália, onde não havia capacidade para atender a todos que precisaram. Com o aumento de 100% na oferta de leitos de UTI adulto, garantimos a menor taxa de letalidade do Brasil e pudemos retomar gradualmente a atividade econômica de forma responsável, preservando também ao máximo possível os empregos”, avalia o governador.

Ele ressalta ainda o papel fundamental da população ao adotar as medidas de prevenção, o que também impactou nos resultados.

Além da tendência de queda no número de óbitos por dia, Santa Catarina mantém a menor taxa de letalidade do Brasil e a quarta menor mortalidade por 100 mil habitantes, de acordo com os dados do Ministério da Saúde. Esses dois indicadores apresentam dados significativamente mais positivos que a média nacional.

Leilão

O Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da diretoria de Gestão Patrimonial da Secretaria de Estado da Administração, abriu edital para leilão eletrônico online para venda de bens móveis inservíveis. Dentre os itens estão veículos, aeronave, mobiliários e bens de consumo.

Os pré-lances podem ser dados no site do leiloeiro oficial, a partir do dia 21 de setembro, às 9h, com fechamento de lotes no dia 30 de setembro, a partir das 9h. Dentre os lotes disponíveis está a venda de uma aeronave, modelo Xingu EBM-121A1, além de carros, impressoras, móveis e outros.

Os interessados poderão examinar os lotes a serem leiloados, entre os dias 23 e 29 de setembro de 2020, entre 14h e 17h. Os bens serão leiloados no estado de conservação em que se encontram.