Divulgação/CulturAnita

Anita Garibaldi teve sua memória lembrada na terra natal nesta quarta-feira, 4. A data marca o dia em que a heroína dos dois mundos morreu após dias enferma. As reverências à memória do fato ocorrido em Mandríole (Itália) em 1849, ocorram praça República Juliana, em Laguna, com declamações em lembrança à personalidade da lagunense e com uma salva de tiros.

Pela manha, a prefeitura fez uma salva de tiros. À noite, a cerimônia foi comandada pelo Instituto CulturAnita. “As reverências que fazemos hoje à nossa heroína e simbolo-maior são simples, mas servem para reafirmar a importância que a figura de Anita têm para nós e também para marcar o orgulho que temos em preservar e divulgar seus feitos”, acrescenta a diretora das Guardiãs de Anita, Ivete Scopel.

O ponto alto do ato de reverência foi a declamação da última carta escrita por Anita, dois dias antes de morrer. O gesto foi feito pela atriz lagunense Lise Souza, que interpretou a heroína em edições da Tomada de Laguna, espetáculo que o CulturAnita tem a intenção de reeditar em 2021, ano do bicentenário.