Divulgação

A Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe encerrou na sexta-feira, 17, com um total de 86% de cobertura do público-alvo em Laguna. Ao todo, 15.591 doses foram aplicadas na cidade, segundo dados obtidos pela reportagem do Portal Agora Laguna. A meta era chegar a 90%.

A vacina previne contra três tipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B. As salas de imunização ainda têm algumas doses, mas elas já estão reservadas para as crianças que ainda não fizeram a segunda aplicação. Nesse público, a vacina ocorre em duas doses, aplicadas com intervalo mínimo de 30 dias.

Do público-alvo, doentes crônicos tiveram cobertura de 95%, idosos, 108%; profissionais da saúde, 114%; detentos, 134%; funcionários do sistema prisional, 106%, e policiais, 164%. Entre os grupos que ficaram abaixo da meta, estão crianças até 72,6% e adultos entre 55 e 59 anos, 42%.

Neste ano, vacinação foi direcionada para adultos acima de 55 anos, trabalhadores da saúde, professores, profissionais de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas, crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indígenas, adolescentes e jovens do sistema socioeducativo, presos e funcionários do sistema prisional.

A campanha iniciou em abril e encerrou oficialmente em junho, mas foi como a imunização foi estendida para as pessoas que não faziam parte do grupo-alvo, os trabalhos só foram concluídos em julho. O Ministério da Saúde (MS) antecipou a vacinação para auxilar na prevenção ao novo coronavírus, apesar de não imunizar contra o vírus, foi uma estratégia do governo federal para ajudar no diagnóstico do Covid-19, já que os sintomas das duas doenças são semelhantes.

Taxa de cobertura em cada público-alvo

Crianças até cinco anos – 72,6%
Gestantes – 66,8%
Puérperas – 75%
Idosos – 108%
Crônicos – 95%
Profissionais de saúde – 114%
Policiais – 164%
Professores – 87%
Adultos de 55 a 59 anos – 42%
Segurança – 164%
Detentos sistema prisional – 134%
Funcionários sistema prisional – 106%