Foto; André Luiz

As rajadas de vento que deixaram estragos em toda a região nesta terça-feira, 30, seguem nesta quarta. Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, a velocidade do vento pode superar os 100 km/h na faixa Centro-Leste do estado. Houve também intensa atividade elétrica (raios), chuva intensa em curto intervalo de tempo e queda de granizo.

De acordo com a Epagri/Ciram, os ventos chegaram a 78,3 Km/h em Imbituba e a 79,3 Km/h em Tubarão, por volta das 17h.

O ciclone extratropical se afasta gradativamente para alto mar e uma nova massa de ar frio e seco avança por Santa Catarina. Ainda existe a previsão de mar muito agitado e ressaca com altura das ondas podendo superar os quatro metros entre o Litoral Sul e a Grande Florianópolis. Ainda existe o risco de alagamentos costeiros associados a maré alta entre a manhã de quarta e quinta-feira, 2 em toda a região costeira, principalmente no Litoral Sul.

Após a passagem do ciclone uma onda de frio começa a atuar no território catarinense, derrubando as temperaturas. À medida que o ciclone se afasta a massa de ar polar adentra o estado e deixa a temperatura na parte da tarde baixa na porção oeste e Planaltos (de 6°C a 12°C), amenas no Vale e litoral (de 16°C a 20°C). Durante a noite a temperatura cai e persiste a sensação de frio no estado.

Epagri/Ciram alerta: não há “segunda onda” do ciclone

Não há uma “segunda onda” do ciclone atuando em Santa Catarina na manhã desta quarta-feira, 01. A nota que está circulando pelo WhatsApp com essa informação citando Epagri é falsa, por isso é importante que a população não a replique.

Gilsânia Cruz, meteorologista da Epagri/Ciram, explica que o vento forte da madrugada e manhã da quarta-feira é associado à diferença de pressão entre o ciclone que está posicionado no litoral do Rio Grande do Sul e o avanço de uma massa de ar frio, que é uma alta pressão. Essa combinação gera ventos de 60 a 80Km no Litoral e Serra, podendo alcançar a velocidade de 100km ou pouco mais em alguns momentos, principalmente na Serra e Litoral Sul.

Assim, Gilsânia lembra que o alerta para ventos fortes está mantido nesta quarta-feira. Ela pede também atenção às condições de mar, que pode ficar de muito agitado a grosso, com risco de ressaca, conforme informa o Aviso de Mar emitido pela Epagri/Ciram.

Frio intenso

A partir desta quarta-feira, 1°, uma massa de ar frio e seco de origem polar no Sul do Brasil derruba as temperaturas. Na quarta e madrugada de quinta-feira, a umidade elevada no oeste e sul do estado mantém a temperatura abaixo de 10°C durante o dia e não se descarta a ocorrência de chuva congelada e /ou neve nas áreas altas do Planalto Sul. A partir de sexta-feira, o ar mais seco e frio favorece mantém a temperatura mais baixa na noite e amanhecer, com mínima de 0°C a – 7°C e condição para formar geada ampla do Oeste ao Planalto. No Alto Vale do Itajaí e Florianópolis Serrana, mínima de -1°C a 5°C com chance de geada isolada. No Litoral, mínima de 3°C a 8ºC.

Alertas da Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC) emitiu alertas para os fortes ventos e tempestades que atingiram o Estado. O serviço de monitoramento da DCSC é gratuito e disponibiliza as informações através do site, redes sociais e por mensagens SMS. Para receber os avisos e alertas basta enviar uma mensagem de texto SMS para o número 40199 contendo no corpo do texto apenas o Código de Endereçamento Postal (CEP) do local que deseja receber as informações.

Como pedir ajudar

Em caso de ocorrências, ligue 199 ou 193.

Confira as orientações da Defesa Civil

O que eu posso fazer antes da ocorrência do vendaval?

Revise a resistência de sua casa, principalmente o madeiramento de apoio do telhado;
Desligue os aparelhos elétricos e o gás;
Abaixe para o piso todos os objetos que possam cair.

E depois da ocorrência do vendaval, o que posso fazer?

Ajude na limpeza e recuperação da área onde se encontra, começando pela desobstrução das ruas e outras vias;
Ajude seus vizinhos que foram atingidos;
Evite o contato com cabos ou redes elétricas caídas. Avise a Defesa Civil ou Bombeiros sobre estes perigos;
Procure não utilizar serviços hospitalares, de comunicações, a não ser que necessite realmente. Deixe estes serviços para os casos de emergência.

Danos

Derrubam árvores e causam danos às plantações;
Derrubam a fiação e provocam interrupções no fornecimento de energia elétrica e nas comunicações telefônicas;
Provocam enxurradas e alagamentos;
Produzem danos em habitações mal construídas e/ou mal situadas;
Provocam destelhamento em edificações;
Causam traumatismos provocados pelo impacto de objetos transportados pelo vento, por afogamento e por deslizamentos ou desmoronamentos.

No Brasil, os vendavais são mais frequentes nos estados da Região Sul.

Em Laguna

Quartamínima 8ºC e máxima 13ºC – sol com algumas nuvens;
Quintamínima 7ºC e máxima 15ºC – sol com algumas nuvens;
Sextamínima 1ºC e máxima 15ºC – chuva, melhorando à noite;
Sábado:
mínima 7ºC e máxima 17ºC – sol com algumas nuvens.

Veja os detalhes

Quarta-feira (01/07):
Tempo: mais nuvens com chance de chuva fraca/isolada no oeste e sul do estado. Nas demais regiões, sol e poucas nuvens.
Temperatura: em declínio em todo estado. Pequena chance de chuva congelada e/ou neve nas áreas altas do Planalto Sul (Aviso Meteorológico).
Vento: oeste a sudoeste, mais intenso do Planalto ao Litoral, com rajadas de 60 a 80km/h, podendo chegar a 100km/h na Serra e Litoral Sul, diminuindo no decorrer da tarde e noite.
Sistema: massa de ar frio de origem polar avançando no Sul do Brasil. Ciclone extratropical próximo do litoral do RS.

Quinta-feira (02/07):
Tempo: madrugada e início da manhã com mais nuvens com chance de chuva fraca/isolada no oeste e sul do estado. Nas demais regiões, sol e poucas nuvens.
Temperatura: baixa em todo estado, frio intenso! Na madrugada, pequena chance de chuva congelada e/ou neve nas áreas altas do Planalto Sul.
Vento: sudoeste a sul, fraco a moderado.
Sistema: massa de ar frio de origem polar no Sul do Brasil. Ciclone extratropical afasta-se para alto mar.

Sexta-feira e sábado (03 e 04/07):
Tempo: sol e poucas nuvens em todas as regiões de SC.
Temperatura: baixa, frio intenso! Na madrugada e amanhecer condição de geada ampla do Oeste ao Planalto, e isolada no Alto Vale do Itajaí e Florianópolis Serrana.
Vento: sudoeste a sul, passando a nordeste no sábado, fraco a moderado.

Domingo (05/07):
Tempo: do Oeste ao Litoral Sul, aumento de nuvens com condição de chuva no decorrer do dia devido a chegada de uma frente fria. Nas demais regiões, sol com aumento de nuvens e pequena chance de chuva à noite.
Temperatura: baixa ao amanhecer com elevação durante o dia.
Vento: nordeste a sul, fraco a moderado com rajadas.