Divulgação

Uma idosa de 79 anos, que morava em Pescaria Brava há cerca de dois meses, é a segunda vítima do coronavírus na cidade. A mulher era natural de Minas Gerais e estava internada no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), de Tubarão, onde veio a falecer no sábado, 4.

A mulher estava morando na comunidade de Estiva e tinha doenças pré-existentes. Na sexta-feira, 3, a cidade havia confirmado o primeiro óbito, também de um idoso, 78 anos. O homem era de Taquaruçu e tinha comorbidades.

Com o registro de Pescaria Brava, a região da Amurel alcançou 19 mortes desde o começo da pandemia. Os registros anteriores foram nas cidades de Laguna (um), Grão-Pará (um), Pedras Grandes (um), São Martinho (um), São Ludgero (dois), Braço do Norte (três), Gravatal (três), e Tubarão (cinco).

Números no município

De acordo com a prefeitura de Pescaria Brava, há 46 casos confirmados. Um homem de 53 anos, morador de Barreiros, foi o novo paciente que entrou para lista. Ele está em isolamento domiciliar e cumpre quarentena. Os dados são de sábado, 4.

Há 23 pessoas já recuperadas da doença e não houve novo paciente curado neste sábado. De acordo com as estatísticas, há apenas uma pessoa com suspeita de contaminação aguardando os resultados dos exames feitos pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Santa Catarina. Foram descartados 92 casos após monitoramento e 130 moradores tiveram resultado negativo para a doença.

SC registra quase 33 mil casos positivos de coronavírus

Neste domingo, o Governo de Santa Catarina informou que há 32.969 pacientes com diagnóstico positivo para coronavírus no estado. 26.887 se recuperaram e 5.689 estão em acompanhamento. Nas 24 horas, houve aumento de 1.038 casos.

O número de mortes causadas pelo coronavírus chegou a 393 mortes e a taxa de letalidade está em 1,19%. Dez novos óbitos entraram para a relação. Entre as vítimas estão homens de Brusque (75 anos), Balneário Camboriú (75 anos), Biguaçu (42 anos), Balneário Rincão (76 anos), Balneário Gaivota (59 anos), Itapema (47 anos), e dois em Itajaí, com 63 e 78 anos. Todos possuíam comorbidades. Já as duas mulheres, uma de 71 anos, residente em Criciúma, e uma jovem com 24 anos, moradora de Guabiruba, não possuíam comorbidades.

Em Santa Catarina, apenas 19 cidades não têm registro de casos. Ao todo, com a entrada de Jardinópolis na lista, 276 municípios informaram ao menos um registro de confirmação. A maior quantidade está em Chapecó, com 2610 casos. Em seguida estão Joinville (2543), Blumenau (2331), Itajaí (2030), Balneário Camboriú (2016), Florianópolis (1660), Concórdia (1332), Palhoça (905), Criciúma (840) e São José (625).

De acordo com o governo, dos 1.316 leitos de UTI existentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina, há 911 ocupados, sendo 284 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19. A ocupação é de 69,2% e há 405 leitos vagos atualmente.

Brasil

O consórcio de imprensa informou que houve 64.383 mortes e 1.579.837 de casos de contaminação por coronavírus confirmados até as 13h deste domingo. Os dados são de levantamento feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.