Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Cercados de incertezas sobre o fechamento ou não do comércio em Laguna, os empresários da cidade preparam um novo protesto contra o decreto restritivo que deve ser anunciado nesta quinta-feira, 16. A manifestação está programada para acontecer hoje às 10h30, em frente à prefeitura, durante a transmissão ao vivo do prefeito Mauro Candemil (MDB), que anunciou o pronunciamento para explicar os detalhes das medidas que serão adotadas.

A publicação do decreto era esperada para quarta-feira, 15, mas não aconteceu. Em nota oficial divulgada apenas às 23h30, a prefeitura informou que ainda estava fazendo alterações na normativa. O documento-base foi elaborado pelo Comitê Extraordinário Regional de Acompanhamento à Covid-19 (CER) da Amurel, para ser adotado pelas 18 cidades da região, com indicativo de fechamento do comércio por nove dias.

A quarentena, porém, não foi adotada por cinco municípios. Grão-Pará, Braço do Norte, Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima e Jaguaruna optaram por deixar o comércio fechado apenas no fim de semana.

Os empresários já fizeram um protesto na noite de quarta-feira, com uma carreata e buzinaço pelas ruas do Centro Histórico e do bairro Mar Grosso. Um grupo no WhatsApp, com pelo menos 200 participantes, foi criado para coordenar as ações de organização do protesto.

Nesta quinta-feira, 16, Laguna contabilizou a terceira morte por coronavírus. A cidade tem oficialmente 142 casos positivos, sendo que 60 estão recuperados da doença.