Foto: Emanuel Goulart/Agora Laguna

Semanas atrás, o crescimento exponencial de casos confirmados de coronavírus no bairro Cabeçuda levou os moradores da localidade a iniciarem uma petição online para que a prefeitura desenvolvesse ações mais efetivas para a prevenção à proliferação da doença. A movimentação deu certo e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reforçou medidas na comunidade.

A prefeitura colocou um carro de som para dar orientações à população sobre os riscos e perigos que o bairro enfrenta com o número de casos e também de mortes – quatro óbitos na cidade foram de residentes na localidade –, e também solicitar que as pessoas que tivessem sintoma gripal (febre, coriza, tosse e dor de garganta, por exemplo) há mais de oito dias procurassem atendimento na unidade de saúde da comunidade.

Para a moradora Brenda Viana, que idealizou o abaixo-assinado, a resposta da prefeitura ao anseio de Cabeçuda foi satisfatória, apesar de a ideia inicial ter sido a aplicação aleatória de testes. “Mesmo não sendo o pedido, a secretaria olhou um pouco para o bairro e queremos agradecer”, diz. A petição foi encerrada com 291 assinaturas.

Segundo os dados do município, ao menos 90 pessoas passaram pela triagem na unidade desde terça-feira, 28, quando a ação mais efetiva começou. Deste total, 25 fizeram a aplicação de testes rápidos para detecção do vírus. O boletim de quarta-feira, indica que mais quatro moradores tiveram diagnóstico positivo para coronavírus.

A prefeitura também fiscalizou no fim de semana anterior à ação alguns estabelecimentos comerciais, como mercados, padarias, bares e lanchonetes. “Eles solicitaram adequações sanitárias, deram orientações aos proprietários e também à população nas ruas”, detalhou a secretária de Saúde, Valéria Olivier.