Editoria de Arte/Agora Laguna

Laguna confirmou nesta sexta-feira, 26, a primeira morte de paciente contaminada com o novo coronavírus, segundo informam os boletins divulgados pela prefeitura e governo do Estado. A vítima é uma mulher, 71 anos, que tinha comorbidades, morava em Cabeçuda e faleceu dois dias antes da confirmação. Essa foi a 12ª morte ocorrida na Amurel. (Veja os números de Laguna e do estado, atualizados, ao fim do texto).

Ela estava internada há pelo menos uma semana no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) de Tubarão e deu entrada após ter fraturado o fêmur, segundo informações iniciais. A vítima também tratava de um câncer e a morte teria ocorrido na última terça-feira, 23, porém somente nesta sexta veio o resultado do exame positivo para Covid-19. De acordo com a assessoria de imprensa da casa hospitalar, as duas cuidadoras – que não fazem parte da equipe do hospital e acompanhavam a vítima em casa, antes da internação – apresentaram sintomas respiratórios.

Como protocolo, a paciente foi isolada e fez o teste, assim como as profissionais. A vítima também apresentou alguns quadros de sintomas respiratórios. O laudo das cuidadoras ainda não ficou pronto. A morte ocorreu em Tubarão e a mulher foi sepultada na quarta-feira, 25.

Segunda morte, conforme governo do Estado

Os números do governo estadual indicam que essa é a segunda morte que a cidade contabiliza. Isso acontece porque o governo estadual segue a orientação do Ministério da Saúde (MS) e considera o local de moradia do paciente constante no Cartão Nacional de Saúde (CNS), como referência para o registro de casos, e não o local onde aconteceu a morte ou a contaminação.

Essa condição foi a razão para que Laguna figurasse com uma morte desde maio. O caminhoneiro João Bento, 52, natural de Pedras Grandes, que morou por décadas em Laguna, faleceu por complicações da Covid-19 durante uma viagem na Bahia, em abril. Ele morava há um ano no Ceará, mas o CNS ainda era registrado em Laguna.

Números do município nesta sexta-feira

O boletim epidemiológico de Laguna aponta que a cidade tem atualmente 42 confirmações para coronavírus. Os casos incluídos foram o da senhora que faleceu e o de uma mulher, 53 anos, da Esperança, que testou positivo para o vírus por meio de teste rápido.

A cidade contabiliza 29 pessoas curadas. Há 46 pessoas aguardando resultado de exames feitos pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Santa Catarina. O órgão apresenta dificuldades há semanas para conseguir fazer os testes por falta de insumos necessários para esse fim. Mais de 4,5 mil amostras aguardam por análise.

Nesta sexta-feira, foram aplicados mais 20 testes em funcionários e idosos acolhidos no Asilo Santa Isabel. Todos deram negativos.

Pacientes com vírus ativo
  • um homem do Centro, 53, confirmado em 5 de junho;
  • uma mulher do Mar Grosso, 40 anos, confirmada em 15 de junho;
  • um homem do Portinho, 34 anos, confirmado em 17 de junho;
  • um homem do Mar Grosso, 56 anos, confirmado em 18 de junho;
  • um homem do Portinho, 39 anos, confirmado em 18 de junho;
  • uma mulher do Portinho, 55 anos, confirmada em 18 de junho;
  • um homem do Magalhães, 43 anos, confirmado em 19 de junho;
  • um homem do Progresso, 33 anos, confirmado em 19 de junho;
  • um homem do Portinho, 23 anos, confirmado em 19 de junho.
  • um homem de Barranceira, 38 anos, confirmado em 22 de junho
  • uma mulher do Portinho, 29 anos, confirmada em 22 de junho
  • uma mulher do Centro, 36 anos, confirmada em 22 de junho
  • uma mulher da Esperança, 53 anos, confirmada em 26 de junho

Estatísticas do estado

Em Santa Catarina, 22.947 pacientes tiveram teste positivo para Covid-19, dos quais 17.690 já se recuperaram e 4.959 estão em acompanhamento. Desde o início da pandemia, 298 mortes foram causados pelo coronavírus. Os números colocaram a taxa de letalidade no estado em 1,3%. O dados são deste sábado.

As outras mortes recentes, além a contabilizada para Laguna, são de cinco homens ( moradores de São José (88 anos), Tijucas (69), Blumenau (24), São Francisco do Sul (48) e Joinville (60)), e três mulheres (residentes em Tijucas (36 anos), Joinville (76) e Criciúma (60)). Apenas esta última não tinha registro de comorbidades.

Entraram para a lista de cidades com ao menos um caso confirmado: São Bonifácio e Serra Alta. Já são 264 cidades. A maior quantidade de pacientes com Covid-19 está em Chapecó, que contabiliza 2.397 casos. Em seguida, estão Itajaí (1.509), Blumenau (1.428), Joinville (1.422), Florianópolis (1.279), Balneário Camboriú (1.274), Concórdia (1.207), Criciúma (580), Palhoça (510) e Xaxim (504).

Dos 1.316 leitos de UTI existentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina, há 877 ocupados, sendo 241 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19. A ocupação é de 66,6% e há 439 leitos vagos atualmente.

Dados do Brasil

Os números divulgados às 13h, desta sexta-feira, 26, pelo consórcio de veículos de imprensa, apontam o registro de 55.304 mortos e 1.244.419 de casos confirmados. As estatísticas foram compilados conforme informações das Secretarias estaduais de Saúde.


Conteúdo atualizado às 21h37.

Divulgação / PML