Divulgação

Dezoito pacientes de Laguna aguardam pelo resultado das análises das coletas feitas pela Vigilância Epidemiológica do município, que foram encaminhadas ao Laboratório Central (Lacen) de Santa Catarina, para saber se estão ou não com o novo coronavírus. O dado consta no boletim emitido pela prefeitura nesta segunda-feira, 8.

Em relação ao boletim do fim de semana, houve o acréscimo de mais cinco pacientes à lista de espera. Eram 13 no sábado, 6, mesmo número apresentado no boletim de domingo.

Assim como no fim de semana, não houve descarte de suspeita (teste negativo) ou confirmação (teste positivo) nesta segunda-feira. Na última semana, o município teve crescimento aproximado de 70,6% no número de casos e passou de 17 para 29 em menos de sete dias.

Atualmente, há 11 pessoas com o vírus ativo em Laguna, que fazem tratamento domiciliar, à espera de ganharem alta desse período de isolamento. 18 pacientes já estão curados da doença – o caso mais recente é de um homem de 43 anos, morador do Mar Grosso.

Santa Catarina: 11,7 mil casos positivos

No estado, já são 11.742 pacientes com teste positivo para coronavírus e deste número, 7.522 estão recuperados e 4.043 permanecem em acompanhamento. As estatísticas são desta segunda-feira, 8.

O coronavírus foi o responsável por 177 mortes no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade atual é de 1,51%. Os óbitos mais recentes incluídos na lista são de quatro mulheres, sendo uma moradora de Curitibanos, 57 anos, uma de Navegantes, de 77 anos e duas moradoras de Itajaí, 46 e 63 anos. Apenas esta última não tinha comorbidades, mas era grupo de risco por causa da idade.

As outras duas mortes são de dois homens, um morava em Dionísio Cerqueira, 37 anos e outro em Agrolândia, 62 anos, os dois sem comorbidades. Em Santa Catarina, 232 cidades têm ao menos um caso confirmado.

Brasil

Até às 19h, os dados mais recentes sobre o novo coronavírus no Brasil, feitos com levantamento junto às secretarias estaduais de Saúde indicava que tinham sido registradas 36.602 mortes e 694.116 casos confirmados.

Divulgação/PML