Foto: PC

Cinco pessoas foram detidas na manhã desta quarta-feira, 24, pela Polícia Civil de Laguna, durante a Operação Juliana, deflagrada às 6h. São cumpridas 12 medidas judiciais – seis mandados de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva e um de medida cautelar alternativa. As ordens foram cumpridas nos bairros Jardim Juliana e Esperança, em Laguna, e também em Pescaria Brava.

Os trabalhos são continuidade à ação realizada em 29 de maio, que prendeu dois homens por tráfico de drogas, no bairro Jardim Juliana. A partir de então, diversas diligências investigativas foram feitas pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, que apurou a existência de uma associação criminosa voltada à prática do tráfico de drogas, enraizada no bairro Jardim Juliana.

Segundo a DIC, o grupo, não satisfeito com o comércio ilegal de maconha, ecstasy, e ‘loló’, vinha se vangloriando da posse clandestina e irregular de armas de fogo, geralmente publicando fotos nas redes sociais. Os policias apuraram a conduta individualizada e desenvolvida pelo grupo criminoso, desde o responsável pelo abastecimento da droga a diversos pontos de Laguna – incluindo o Jardim Juliana –, como também o responsável pela ocultação da droga, venda, contabilidade e apoio logístico.

“A investigação criminal logrou êxito na delimitação das condutas desenvolvidas por pelo menos 08 investigados, que vinham ostentando os ilícitos cometidos, bem como zombando da Justiça ao publicarem diversas fotografias com armas de fogo. Trata-se de importante medida tomada no âmbito do município de Laguna, especialmente no que tange aos moradores do bairro Jardim Juliana, que voltarão a ter a devida tranquilidade local”, destaca o delegado Bruno Fernandes, titular da DIC, que coordenou a operação.

Jardim Juliana

A operação policial contou com a participação de policiais civis das Delegacias de Polícia de Laguna (DPCo e Dpcami), Imbituba (DPCo), Garopaba (DPCo), Pescaria Brava (DPMu) e de Capivari de Baixo (DPCo) e foi deflagrada como forma de finalização das investigações geradas em inquérito policial. Foram indiciadas oito pessoas.