Foto: Anselmo Cunha/Prefeitura de Porto Alegre/Divulgação

As prefeituras de Blumenau e Joinville, onde o número de contaminados cresce de forma vertiginosa, decidiram que os idosos não podem mais circular nas ruas. As medidas são das prefeituras e foram anunciadas como medidas para combater o novo vírus.

Em Blumenau o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) quer proibir idosos nos ônibus, e em Joinville, Udo Döhler (MDB) determinou isolamento domiciliar compulsório de idosos. Quem andar na rua sem documento pode ser levado para averiguação de identidade.

Nos dois casos, a Defensoria Pública de Santa Catarina ingressou com ação para garantir o cumprimento do Estatuto do Idoso e denunciar as medidas como discriminatória. O argumento é simples, não há restrições a outros grupos de riscos. Igualmente, o transporte coletivo e shoppings centers, considerados locais de alto risco de contaminação, permanecem em funcionamento.

Para o defensor público Djoni Luiz Gilgen Benedete, de Joinville, as medidas são inconstitucionais, ilegais e desproporcionais. Fernando Correa, que atua na causa de Blumenau, diz que a medida discrimina os idosos quando não prevê sanções restritivas ao transporte público, por exemplo, a outros grupos de risco.

Orgânicos

Agricultores familiares de Santa Rosa de Lima, pioneiros na implantação da Associação Acolhida na Colônia, também precisaram se reinventar neste período de prevenção à proliferação do novo coronavírus. Com a suspensão das atividades de turismo e à queda a zero da ocupação nas pousadas da zona rural, produtores descem a encosta da serra a cada 15 dias para levar à clientela de Florianópolis cestas com frutas e verduras orgânicas, ovos caipiras, mel, geleias e temperos. Saem cedinho, ainda de madrugada, e só voltam na boca da noite, em viagem de 160 quilômetros ida e volta, sendo parte do trecho sem pavimentação. “Mesmo assim, vale a pena”, diz Jackson Baumann, um dos associados.

Barreira em BC

Em Balneário Camboriú, o prefeito Fabrício Oliveira (Podemos) baixou decreto determinando instalação de barreiras sanitárias monitoradas pela Saúde e Segurança. Nos pontos, será feita a verificação dos ocupantes do veículo para identificação de sintomas. Licenciamentos de municípios de outros estados poderão ter a entrada restringida.

PL da Fake News

Senador Esperidião Amin (PP) fez apelo à mesa para que retire da pauta o PL das Fake News. Amin apresentou substitutivo como emenda de plenário para corrigir o que chamou de excessos da proposta. No entanto a presidência não abrirá espaço para a votação dos substitutivos. Se for inevitável, disse o senador, votará contra a proposta da forma que foi apresentada..

Gafanhotos

A Epagri permanece atenta ao deslocamento da nuvem de gafanhotos pelo território argentino, mesmo diante da possibilidade remota de a praga chegar a Santa Catarina. As condições meteorológicas climáticas previstas para o Estado indicam a chegada de uma frente fria acompanhada de queda de temperatura, o que não favoreceria a chegada dos insetos ao território catarinense.


PELO ESTADO – Reúne informações e entrevistas de relevância estadual. Os conteúdos são publicados em mais de 30 jornais e portais de notícias. O texto desta coluna é de Fábio Bispo e Nícolas Horácio.

As informações e opiniões expressas no texto não representam o pensamento do Portal Agora Laguna.