Moradores do Mar Grosso se unem em corrente de fé e esperança

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 268 visualizações,  4 views today

Quem passa pela avenida Senador Gallotti, uma das principais do Mar Grosso, à noite, logo ouve um convite para parar por um momento e se unir em uma corrente de fé e esperança. Há mais de 80 dias, Adão Concer renova o pedido para que seus vizinhos façam parte desse minuto de reflexão.

A ideia foi adaptada por Concer a partir de alguns vídeos vindos de outros países, principalmente da Europa, em que algumas pessoas saíam às sacadas e varandas para orar em voz alta desejando o fim da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

“Desde que foi decretado o isolamento social, logo nos primeiros dias, vimos que existia esse tipo de ação no exterior, onde a pandemia estava mais avançada. Foi aí que pensamos em fazer o mesmo aqui também, para pedir que o isso [avanço da doença] não acontecesse aqui no Brasil”, contou ele, em entrevista recente à Rádio Cidade de Tubarão.

Inicialmente, Adão Concer rezava com a esposa. Depois, os vizinhos começaram a acompanhá-los. “A cada dia tinha uma janela a mais e isso me deixou muito contante”, descreveu. Na sequência, conseguiu uma caixa de som e equipamentos, e pôde ampliar o alcance dos pedidos e dar mais eco aos desejos feitos por ele e pelos vizinhos.

O momento de fé acontecia às 21h, mas com a chegada do inverno, o horário foi modificado para ser realizado às 20h, para atender também o público mais idoso que gosta de acompanhar e se unir à corrente. Além das orações, mensagens positivas são ditas, intercaladas com músicas religiosas. O encerramento é feito com uma salva de palma para todos os participantes.

Concer diz que o movimento pode ser ampliado com a participação de moradores de outras localidades, para isso basta ir até à Senador Gallotti e acompanhar, respeitando as normas sanitárias. A intenção é continuar com a corrente até que a situação seja normalizada novamente. “Quanto mais fé, mais força, mais pessoas unidas [tiver], a gente vai conseguir aquilo que estamos desejando”, pontuou Concer.