Divulgação/PC-PR

Parte dos objetos furtados de um apartamento no Mar Grosso na tarde de terça-feira, 12, foi recuperada na manhã do dia seguinte em Curitiba. Os dois suspeitos de praticarem o crime são apontados como integrantes de quadrilha criminosa que atuava praticando roubos no Paraná. Ao todo, oito pessoas foram detidas.

“A operação é coordenada pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) do Paraná e foi deflagrada ontem pela manhã assim que esses dois indivíduos voltaram de Laguna”, explica o delegado Bruno Fernandes, da Divisão de Investigação Criminal (DIC).

A Polícia Civil (PC) de Laguna auxilou a corporação paranaense com o monitoramento da dupla enquanto eles estiveram na Cidade Juliana.

No crime cometido no bairro Mar Grosso, televisores, notebook, roupas e joias avaliadas em R$ 30 mil foram furtadas. Três apartamentos foram invadidos, mas apenas um teve objetos levados.

No imóvel em que foram furtados os pertences, não havia sinal de invasão. Um dos presos é especialista em arrombamento de portas, o que pode justificar a ausência de marcas que indicassem o crime.

Entre os itens recuperados estão joias, bolsas, roupas e uma pequena quantia em dinheiro, que tinha sido levada do cofre. Segundo Fernandes, o proprietário do apartamento reconheceu os pertences através de fotos feitas pela PC-PR. Os itens já estão sendo enviados para Laguna.

Divulgação/PC-PR

Operação prendeu oito pessoas

As oito pessoas detidas são suspeitas de envolvimento em um roubo a residência na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e outro a uma madeireira na capital paranaense, segundo a PC-PR. 80 policiais civis foram envolvidos na operação que cumpriu 15 mandados de busca e apreensão, de forma simultânea, em endereços relacionados aos alvos.

As investigações apontaram que o crime ocorria da mesma maneira. Os suspeitos analisavam bem o local e eram agressivos com as vítimas, usando a arma de fogo para ameaças.

A polícia apreendeu, nas buscas, uma pistola de calibre 765 com oito munições intactas e vários objetos proveniente dos crimes, entre eles eletrônicos, roupas e outros pertences pessoais das vítimas. Equipamentos de marcenaria foram recolhidos.

Os mandados foram cumpridos, em Curitiba, nos bairros Boa Vista, Novo Mundo e Sítio Cercado e na região metropolitana em Fazenda Rio Grande e São José dos Pinhais.

Divulgação/PC-PR